Quantas visitas!!

domingo, 27 de novembro de 2011

Novidades da semana

   Segunda fomos ao pediatra. Anita está com 4,030kg - engordou 740g em três semanas. Perguntamos sobre o refluxo e o soluço, tudo normal. Ela só é gulosa mesmo! Terça fomos à enfermeira - minha consulta pós-parto - e tudo ok também. Fiquei feliz por constatar que já perdi DEZ quilos e que o resguardo já está acabando! :)
Dia de estreias (terça): Anita usou uma roupa que ainda não tinha usado, pela primeira vez usou sapatinhos, deu o primeiro passeio de carrinho pela praça perto de casa e dormiu pela primeira vez na rede - e adorou!
   Essa semana ela esteve bem manhosa. Quando chega a noite ela começa a chorar, quer ficar no colo passeando pela casa. Detesta ficar no quarto!  Dia desses deixei ela esperniar na cama depois de ter trocado a fralda. Tava limpa, não tava com fome nem sentindo dor, só manha mesmo. Chegou a lagrimar. Quando a peguei no colo, uma calma... dormiu rapidinho!


Colo da tia Sara
    Acabou aquela fase de dormir o dia inteiro. Anita fica acordada por horas se duvidar. E como cresceu! Já perdeu várias roupinhas. Hoje mesmo está estreando uma que já está pequena! Ainda usa fraldas P - não sei até quando, crescendo tanto assim... Bochechas, pra que te quero?! Tá tão gostosinha... Continua acordando só uma vez durante a noite, mas só dorme de novo depois de quase duas horas. Ainda bem que ela não é daquelas que só dorme na cama, aliás, ela detesta a cama; é meio individualista, prefere o berço ou o carrinho(ainda bem!), a rede até que ela compartilha.


Mais novidades contamos depois :**
Filha gostosa, te amamos muito!!

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Primeiras semanas :)

Tão gostosinha *.*
   Não dá pra negar: nossa vida nunca mais será a mesma! Começando pelas noites de sono: o horário da Anita é que determina o meu. No fim de semana ela quis mudar a rotina acordando às quatro e dormindo às seis da manhã - mama, troca a fralda, mama, faz manha, mama de novo e dorme -, mas já dorme a noite toda direto de novo :)
   Ela é tão gulosa!! Já fica mais tempo acordada, apesar de tirar umas boas sonecas, como agora. Mama muito, muito mesmo. Não vou negar que fico mal humorada às vezes - Poxa, não faz nem dez minutos! Tomar café só depois da quinta mamada, quando ela dorme. Come tanto que fica sufocada, gofa muitas vezes, mesmo depois de arrotar. Tem dias que, pela manhã, suja cinco bodies, ontem foram uns quatro pijamas, todos com gofadas que, é claro, me sujam também. Mãe também é pra essas coisas.


Acorda sorrindo - 17.11.11
   Ao completar oito dias fomos ao banco de leite, onde teriamos pediatra, mas ele tinha viajado, então fomos avaliadas por enfermeiras. Perguntei sobre as gofadas e soluços excessivos e disseram que é porque ela é gulosa - mas vou perguntar ao pediatra mesmo assim. Na consulta da semana que vem veremos como é o processo de doação de leite - tenho tanto leite que às vezes jorra na carinha dela e eu detesto quando isso acontece, fica toda lambusada, além das minhas roupas ficarem com aquele cheirinho azedo adorável de leite.
   Às vezes acho que não sou uma boa mãe porque onde moramos tem tanta gente querendo pegar ela e, acreditem, até trocam fraldas! Aí eu fico achando que parece que eu não tô nem aí pra ela, mas não é isso. Aos poucos vai caindo a ficha de EU sou a mãe dela, que ela é minha filha e não minha bonequinha que tem várias roupinhas pra eu trocar o tempo todo.
Filha, perdoe a mamãe, ela ainda está aprendendo esse negócio de maternidade, mas não esqueça que ela e seu pai te amam muito!! :*

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A chegada

Domingo, 17hs: Lágrimas e mais lágrimas com a partida da Gabi. Motivos: ela saiu daqui com 3 aninhos e agora está com 20; ela veio pra ver a sobrinha nascer e a danada não nasceu; não sabemos quando sará a próxima visita. :/
17:30: Chego em casa, mais lágrimas. Ligo pro Vi, que chega duas horas depois. Conto a ele como foi no aero e ele me tranquiliza. Conversamos com a Anita sobre a data de seu nascimento, que poderia se no dia das bruxas, mas que não fosse em finados.
20:30: Sentamos no chão pra conferir a mala da maternidade. Alguma coisa escorre lá embaixo. Passados cinco minutos resolvo ir ao banheiro e SURPRESA: um sangramento! "Vamos na maternidade, Vi?!".
21:00: Na maternidade o médico faz o toque e o tampão termina de sair. "No mais tardar, amanhã nasce!". Sorriso de nervosismo e ansiedade no rosto :)

Segunda, 2:00: Dor intensa. Procuro a mão do Vi pela cama e aperto com força. Cinco em cinco, seis em seis, sete em sete, oito em oito, cinco em cinco minutos de novo. Cada vez mais forte. Sim, agora sim são contrações!
5:30: Me rendo e vou tomar banho pra ir pra maternidade.
6:15: Entrada na maternidade. A recepcionista vendo a minha cara nem pergunta e põe no prontuário 'dores de parto'. Entro para avaliação. Pressão 10x7, 5cm de dilatação. Visto a linda bata e vou pro leito/sala de parto, mas a enfermeira diz que eu teria que ficar andando num mini corredor pra ajudar a dilatar. Ando, ando, ando... Tô morrendo de fome, esqueci de tomar café, tomo vários copos d'água com medo de comer alguma coisa e vomitar. Lá vem um suco de acerola com gosto de vômito no capricho!
8:00: Reavaliação: 6cm! Que droga, não tá dilatando! Contrações terríveis. Não sei em que posição era pior, andando, sentada, deitada... Mede pressão, pulso e o coração do bebê - a droga do aparelinho desligava no meio do tempo, tinha que começar tudo de novo e lá vem mais uma contração.
11:00: Vem um médico do quinto dos infernos, bem na hora de uma contração e estoura a bolsa, sem mais nem menos. Muita água! Vou tomar uma ducha quente, um alívio! Ah, tinha sempre alguém comigo no banheiro, situação super confortável!
12:00: Depois de dez horas sem comer, só tomando água, me aplicam um soro de glicose e ocitocina. Nem precisava perguntar, eu já ia aceitar mesmo! Agora as contrações eram mil vezes piores. E lá vem o cara com o aparelho pra ouvir o coração de dez em dez minutos. Que porre! Eu olhava pra cara dele pedindo "por favor, vai logo!" e ele sempre muito gentil: "Eu sei que dói, aguenta firme!".
13:00: Hora de fazer força. Chegam os aparatos para o parto. Força na hora da contração. "Sem gritar" a enfermeira ficava falando. Na hora eu pensei "Vem sentir essa dor no meu lugar pra ver se tu não grita!", mas realmente sem gritar era "mais fácil". Umas quatro vezes fiz força e lá vem uma anestesia pra fazer o corte. Só deu tempo de anestesiar de um lado. Na contração seguinte a Anita estava fora de mim, chorando.
13:20: Hora oficial do nascimento da minha princesa, embora na minha câmera tenha fotos de 13:18. Assim que ouvi o choro dela, abri os olhos (não vi nada durante o parto, fiquei de olhos fechados). Tentei ver aquela coisinha ali, chorando entre as minhas pernas. Logo ela já estava no meu colo e eu fazendo carinho nela. O pai logo fez questão de contar todos os dedinhos e eu só os beijei, sem me importar com a quantidade.
14:00: Pego o celular e procuro o número de alguém que deva saber que a Anita nasceu. Sorrielen (minha melhor amiga). "Mas já tá podendo falar assim?".  Ligo pra casa, mas sabia que todos já sabiam. Arthur, não atende. Mãe que mora longe, "Mas já tá falando assim?". É, parto normal é uma maravilha!
16:00: Depois de tirar uma soneca e quase derrubar a Anita, que tava no meu colo enquanto eu caia de sono, fomos para o quarto/alojamento conjunto. Mamãe ficou com a gente, trocou a primeira fralda durante a madrugada e deu o primeiro banho no dia seguinte. Anita acordou lá pelas 4hs pra mamar e dormiu até as sete, acordada sob pressão para o banho e é assim até hoje, nove dias depois. Uma benção!

Terça, 11:35: Saída da maternidade. Que alegria. Chegando em casa, todo mundo babando em cima da pequena princesa. Dormiu a tarde inteira, acordou as 23:00 e dormiu a 1:30 da manhã. "Vamos tirar uma soneca só até o próximo choro", e lá se vão seis horas de sono direto. Continue assim, hein princesa!

Hoje, nove dias depois: Anita dormiu as 2:00 e acordou as 7:30, acordada sob pressão para o banho. Não chora mais pra tomar banho, adora a voz e o colo da Vó. Mama bem e é bem gulosa, até gofa às vezes, principalmente se notar que eu tô de robe. Já engordou 55g quando o normal é perder peso nas primeiras semanas. Dorme que é uma beleza. Todo mundo pena pra ver ela de olho aberto. Já disse que depois das 22hs é o que há!
   
  Quanto a mim, já me sinto mais mãe, mas quando me olho no espelho, com ela dormindo no meu colo, ainda me vejo como uma garotinha. Creio que crescerei junto com ela. Ontem experimentei um dos meus jeans favoritos e ficou ótimo. Um pouco apertado, mas já cabe! :D Às vezes fico triste por ter que passar pela situação em que estamos: Vi e eu não moramos juntos ainda, temos uma filha e tenho que pedir pra minha mãe pra ele dormir aqui enquanto a namorada do meu irmão dorme aqui quando quiser sem problemas (e sem filhos!); dependemos da mãe dele pra nos levar ao médico porque a CNH no Vi ainda não saiu, é sempre uma situação imcômoda e vou poupá-los dos detalhes. Ainda tem o tal resguardo, não existe nada mais intediante e irritante, não se pode fazer nada e não me conformo de não poder pegar numa agulha pra remendar meu tênis!
   Mais detalhes conteremos depois. Um beijo e obrigada pelo carinho de todos. A Anita acabou de sorrir em agradecimento. Deve estar sonhando com o quentinho ventre da mamãe :)
Te amamos muito Filha!

P.S.: Filha, seu pai tem sido maravilhoso conosco. O melhor companheiro que poderiamos ter. Ele foi muito forte e aguentou tudo junto comigo, segurava minha mão e me tranquilizava durante o trabalho de parto. Cuida muito bem de você e faz tudo por nós duas. Espero que um dia você possa reconhecer tudo o que temos pra te dar. Te amamos muito! Obrigada por estar sempre comigo, Vi. Você é simplesmente maravilhoso!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Presença de Anita

Primeiros momentos no mundo
Chegando em casa, direto pro berço

No carro

Consegui um sorriso

Mamãe e Filhinha :)



  Anita chegou e nossa vida vai mudando a cada instante. Ela dorme o tempo todo, chora pouco e mama bem. Nasceu muito saudável e mais linda do que eu poderia imaginar.  Deus, muito obrigada por esse presente!