Quantas visitas!!

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Trinta e um de outubro

31/11/2011 - Dia em que minha Anita nasceu. Dia em que, pela primeira vez pude pegá-la no colo, sentir seu corpinho, tão pequeno e  quentinho, juntinho do meu. As dores cessaram e o amor ficou. O papai cortou o cordão umbilical e vestiu sua roupinha. Todos queriam conhecer a princesinha recém-nascida.

Os dias foram passando, você dormia a maior parte do tempo, mas acordava algumas vezes à noite. Eu, cansada, tinha que ninar você depois de mamar, até você dormir. Depois de três meses, já não tinha forças nem paciência pra ficar em pé com você no colo, então, te levava pra minha cama sempre que você acordava e nós dormíamos juntinhas até de manhã. Não foi fácil.

Quando estava prestes a completar cinco meses, fomos morar com o papai. A casa era pequena, mas pra mim, era perfeita. Só pra nós três. E você se adaptou muito bem, sorrindo sempre. Quatro meses depois, nos mudamos pra Machadinho. Você, é claro, sempre feliz e sorridente. Nem imaginava o quanto seria difícil ficar longe dos avós, tios e primos.

E assim, um ano passo se passou bem rapidinho. Fizemos uma festinha simples e você ficou muito feliz, mas nem se lembra. Em 2013, viajamos de avião, passeamos muito, conhecemos vários lugares legais e, o melhor de todos, conhecemos o mar. Ao retornar, comemoramos seu segundo aniversário em Porto Velho com um bolinho e cachorro quente. Em 2014, foi mais simples ainda. Levamos seu bolo pra reunião do Pequeno Grupo, pois era sexta-feira e lá comemoramos. Você ficou toda feliz vendo todos cantarem parabéns pra você. Depois disso, participou de várias festinhas e, com certeza, sonhou com a sua também.

Então, o grande dia chegou. No dia 31/10/2015, eu não estava com você, pois escolhi participar do acampamento para mulheres - espero que um dia você compreenda. Mas você estava com o papai, vovó e titia, que cantaram parabéns pra você várias vezes e te deram muito amor. E um dia depois, todos nós preparamos uma festa linda pra você e sei que isso te fez a princesinha mais feliz do mundo.

Filha linda, você foi um grande presente de Deus na minha vida. Apesar dos erros que cometi antes de conhecer você, Ele é quem sabia o que de melhor tinha pra mim e me deu você. Através de Ti, me aproximei mais dEle. Seu pai estudou a bíblia comigo e hoje, servimos a Deus em família. Você sempre foi muito amorosa e carinhosa com aqueles que você ama. Sempre obediente e muito inteligente. Nunca tive problemas contigo, você não dá trabalho pra ninguém. Raramente adoece, não chorou pra ir pra escola, mas quando tem uma despedida, é difícil segurar o choro. Mas fique tranquila. Adultos também fazem isso. Lembra das suas avós chorando? É porque quando amamos muito alguém, queremos ficar perto sempre. E com você, não é diferente. Passamos a maior parte do tempo só nós três. Não que isso seja ruim, mas faz muita falta poder visitar nossos familiares.

Quando estava grávida, esperava e desejava que você fosse um menino, porque os meninos se apegam mais à mãe e as meninas ao pai, e eu não queria ficar de lado. Quando o médico disse que era uma menina, fiquei imaginando nós duas brigando pela atenção do seu pai ou eu brigando com você porque você é igualzinha a mim. No mesmo dia, eu já estava feliz em saber que teria uma princesinha, e tudo que eu via era rosa. Enfim, louvo a Deus por ter me dado você do jeitinho que você é. Linda, saudável, obediente, carinhosa e temente ao Senhor.

Sei que nos últimos dias não tenho sido a melhor mãe do mundo, sei que tenho que te dar mais atenção, ter mais paciência, brincar com você e te dar carinho. Estamos atravessando um momento difícil. Nós três desejamos mudar de cidade, te dar maior conforto e qualidade de vida, mas não temos ideia de quando isso vai acontecer. Entreguei a Deus os meus anseios, minhas angústias e aflições. Faça-se a vontade dEle. E se for pra ficarmos por aqui, que saibamos, com a ajuda do Senhor, aceitar.

Filha, você tem que saber que é, sempre foi e sempre será muito amada por todos nós. Desde o ventre foi abençoada. Onde quer que esteja, encanta. Você é a maior bênção de Deus em nossas vidas. Te amamos demais. Perdoa pela falta de paciência muitas vezes, mas a medida que você cresce, eu também cresço com você, pois é assim que vou aprendendo a ser sua mãe. O dia do seu aniversário já passou, mas quero que saiba, um dia, que amo você a cada instante.


Mil beijos da mamãe! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que bom te ver por aqui. Adoramos receber suas mensagens. Volte sempre!