Quantas visitas!!

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Rapidinhas

Essa já faz tempo, mas vale a pena lembrar.
No mercado, seção de fraldas e produtos de higiene...
Anita: olha a "falda", mamãe...
Vamos passando pelas fraldas e vêm os absorventes
Anita: olha a "falda" da mamãe!
Mamãe, vermelha, finge que não ouviu e sai dali o mais rápido possível!

Semana passada ela aprendeu a abrir a geladeira e hoje foi mais além: colocou sua cadeirinha na frente da geladeira, abriu o congelador, pegou um "tulé" (picolé), desceu, pegou um copo (pra colocar o picolé) e foi pra sala, de boa...

Sabe aquele episódio da Peppa da queda de energia?! Ele é o mais vivido e revivido aqui em casa nos últimos dias. Não a parte que eles brincam, mas as quedas de energia em si... só hoje foram umas cinco ou seis, da madrugada até o final da tarde. Ontem fomos pra igreja e tava só a escuridão lá. Ai, só em Machadinho mesmo. É que tá chegando a semana da "Festa do Peão" e dizem os moradores mais antigos que economizam a energia alguns dias antes pra poder gastar na festa. E eu, que nada tenho a ver com isso e nem vou pra festa fico passando calor e raiva em casa... Só porque estamos de férias...  Pior que ainda tem mais um ano....

Aos pouquinhos, vamos voltando. Espero que alguém ainda nos visite por aqui. Foram cinco meses no esquecimento....

Até a próxima!

domingo, 24 de agosto de 2014

Estarei pronta...

Esse é um post diferente. Vou contar um pouco das mudanças que venho adaptando à nossa rotina semanal. É bem simples e já mudou muito nossa vida em família.

Eu andava muito estressada, chateada e triste porque a casa estava sempre uma bagunça e eu tinha apenas parte de um dia pra arrumar tudo: a sexta à tarde. Fazer tudo ao mesmo tempo: limpar e organizar a casa, lavar a roupa, lavar a casa, a louça, o banheiro... enfim, uma canseira até o pôr-do-sol, e muitas vezes ficava alguma coisa pra trás, o almoço de sábado, roupas no varal ou nos cestos para passar e guardar...

Como mulher adventista, devo manter minha casa limpa e organizada para receber o sábado ao pôr-do-sol da sexta-feira, assim como devo manter minha mente longe de preocupações vãs nesse santo dia. Há algum tempo eu desejava ler o livro "Estarei pronta no sábado" e de fato, esse livro me ajudou MUITO.

O segredo é muito simples: a noite anterior. Como trabalho oito horas diárias (horário comercial), não tenho tempo pra nada. Então, o único momento que fico em casa é à noite. Mas antes de tudo, o que deu início a uma vida melhor foi um momento separado para devoção. Acordar mais cedo não faz mal a ninguém. Então, passamos a acordar mais cedo, fazer nossa devoção pessoal, leitura da bíblia, lição da escola sabatina e meditação. Isso já fez uma grande diferença, mas uma coisa ainda me incomodava: sempre tomávamos o desjejum (café da manhã) no trabalho. Sempre saindo às pressas, preparando um sanduíche pra comer no trabalho.

No livro, aprendi a organizar, mesmo que minimamente a casa durante a noite, apenas arrumando a bagunça como guardar roupas e sapatos que ficam pela casa, deixar o sofá arrumado, lavar a louça e deixar a mesa parcialmente pronta para o desjejum antes de dormir, completando apenas com as coisas que tem que ficar na geladeira, pela manhã. Parece simples, mas fez uma diferença incrível em nossa rotina. Ainda que estejamos tomado um desjejum meio rápido, pois às vezes acabamos dormindo uns minutinhos a mais, é bem melhor sair de casa tranquilo e alimentado físico e espiritualmente.

Além disso, pequenas tarefas podem ser feitas durante a noite, naquele tempinho entre a chegada do trabalho e a hora de dormir, como lavar o banheiro, deixar o feijão de molho ou cozinhá-lo para congelar depois, deixar alguma roupa de molho, se necessário... enfim, o que der, sem se cansar muito.

Às quintas à noite é "o dia da preparação". Faço o máximo que puder para limpar e organizar a casa, inclusive lavar a roupa e a casa. Na sexta fica só o almoço e qualquer outro retoque como tirar o pó do rack, guardar a louça... e é só esperar o pôr-do-sol. Como temos um horário especial na sexta (trabalhamos seis horas seguidas, adventistas ou não), tenho a oportunidade de um tempo livre pra organizar qualquer coisa que fique pendente ou, se não houver, é só esperar o sábado chegar e descansar, meditar na horas benditas, santas e felizes.

O sábado foi abençoado por Deus desde a criação (Gênesis 2:2,3), bem como é um dos Seus mandamentos (Êxodo 20:8-11), escrito pelo Seu próprio dedo. O sábado é um presente do criador para suas criaturas. O dia do descanso. O dia do Senhor. Experimente descansar no sábado. Desfrutar de um dia inteiramente abençoado. Sem trabalho, sem serviços domésticos, sem preocupações, sem futilidades, sem facebook, blogger, intagram e qualquer outra rede social. Não adianta dizer que a internet pode ser usada para levar o evangelho no sábado, porque isso também pode ser feito nos demais dias e você acaba se deixando levar pelas atualizações do feed, aqueles pequenos números em vermelho indicando notificações, mensagens, pedidos de amizade... que acabam tirando sua concentração. Por via das dúvidas, é melhor evitar. Eu, pessoalmente, não sinto nenhuma falta de redes sociais, joguinhos, atualizações durante as horas do sábado, as melhores e mais esperadas da semana.

Fiquei algum tempo sem ir à igreja e foi o pior período da minha vida. Hoje posso dizer que sou outra pessoa. Apesar de ter sido batizada há pouco mais de dois anos, apenas este ano de 2014 eu realmente conheci o poder de Deus agindo em minha vida diariamente. Não gosto de faltar aos cultos, se fico sem ler a bíblia, parece que o dia não vai bem... Este ainda é um blog materno, mas não custa nada falar de coisas boas que acontecem ao nosso redor e isso envolve o amor de Deus em nossas vidas.

Espero que tenham gostado e que ninguém tenha se ofendido. Sei que a diversidade religiosa hoje é muito vasta, mas " Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia pra colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus." Mateus 5:14-16

FELIZ SEMANA a todos!


baixe o livro aqui ou adquira aqui

Independência!

Anita deu mais um passo rumo à independência. Passou a dormir sozinha em sua nova cama e, ao mesmo tempo, largou a fralda da noite. Na primeira noite, apesar de ter colocado um travesseiro ao seu lado, ela caiu no colchão de baixo e depois no chão, mas não acordou. Na segunda noite, coloquei mais travesseiros, fazendo como um cercado em volta dela e ela não caiu. Dormiu a noite toda.  Já na terceira, veio a primeira poça quentinha logo de manhã, mas ela não quis saber de trocar de roupa, tirar o lençol... Sabiamente o papai não permitiu que tirasse o plástico do colchão e ele ficou protegido. Essa noite ela acordou e pediu pra eu ficar com ela duas vezes, na madrugada e de manhã cedo. E assim estamos indo.

Ela também abandou a "fralda do sábado". Estava usando a fralda para ir à igreja aos sábados pela manhã. Como é um período mais longo, das 9h às 11h30, ela ia de fralda, mas na maioria das vezes, só fazia xixi quando chegava em casa. A mesma coisa acontecia com a fralda noturna. Nesse sábado fomos sem fralda pra igreja e foi um sucesso. Ela também aprendeu a usar o sanitário. Geralmente quando vamos à casa de amigos e como lá não tem penico, ela usa o sanitário mesmo, e por ser baixinho, ela fica encantada. Em casa, ela pediu pra usar e colocamos o adaptador. Ela também ficou se achando gente grande, mas ainda prefiro que ela use o peniquinho, pois não tenho tempo pra lavar o banheiro todos os dias. Mas essa rotina tem sofrido mudanças, o que será assunto para publicações futuras.

O maior desejo dela nos últimos dias é "Ajudar a mamãe..." (ela canta essa frase e faz uma dancinha). Lavar a louça, fazer um suco ou lanche, limpar a casa, lavar a roupa... tudo ela quer ajudar. E também ajuda o papai a lavar o carro.

Outro desejo é "tumpá tequeta" (comprar uma bicicleta). Outro dia fomos comprar um presente em uma loja e logo na entrada tinha uma bicicletinha. Ela logo pediu pra subir, mas tava com um dos pedais quebrado, mas sempre que passa em frente a uma dessas lojas de móveis/eletrodomésticos/etc, ela diz que vai tumpá tequeta. Se for uma boa menina, será seu presente de aniversário.

Assistindo Peepa antes de dormir


segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Mais uma vez!

De volta estamos mais uma vez. De novo abandonei esse cantinho por pura preguiça e falta de interesse. Não é que eu não queira mais relatar o desenvolvimento da Anita, mas passei a ver o crescimento dela como algo natural e que nem todo mundo se interessa por isso.

Enfim, desde a última postagem, pouca coisa mudou: Anita cresceu, fala fala fala, mas ainda fala muita coisa enrolado, porém, menos incompreensível. Por exemplo, antes uma palavra significava uma frase e agora ela fala a frase quase inteira, como: "Mamãe, quero suco.", e quando digo que não tem ela diz na maior chantagem emocional do mundo: "Mamãe, pode fazer um suco?" virando a cabecinha pro lado.

Desenvolvimento: ela ainda usa fralda pra dormir, mas pelo mesmo motivo de antes: ainda dorme na nossa cama. Só faz xixi quando acorda. Hoje mesmo vi uma caminha linda pra ela, branquinha, de madeira (madeira mesmo, não MDF) com um detalhe rosa bebê na cabeceira e uma cama auxiliar (bicama). O preço é um pouco salgado, mas considerando que é uma cama de madeira (que dura bem mais que MDF, pois ela só vai precisar trocar por uma de casal, neste caso, quando sair de casa ou comprar uma com seu próprio dinheiro, e também dura mais que a cama box, que depois de um tempo começa a ficar desconfortável por conta das molas velhas), considerando também que o preço inclui um colchão com medidas especiais (um pouco mais largo que o normal) e a cama é lindinha mesmo, digo que vale à pena.

Birras e traumas: até que diminuíram. Até porque não almoçamos mais fora (ela sempre fazia birra em restaurantes) e se ela faz algo errado e brigo com ela, ela fica quietinha e obedece (na maioria das vezes). Já o remédio, quando necessário, continua a mesma loucura ou até pior. É um show, um tem que segurar as pernas e os braços e o outro dar na boca e mesmo assim ela cospe boa parte. Não pode nem ver algo que se pareça com um vidro de xarope ou spray pro nariz. Eu hein! Médico? Dentista? Nem queira ver, é outro chororô. Ela tá precisando ir ao dentista, mas aqui não tem odontopediatra, já levei ela em duas dentistas que e dispuseram a atendê-la, mas nada feito :(

Diversão: Qual a criança entre 1 e 5 anos que não ama a Peppa Pig? Com a Anita não é diferente e aqui estamos com a porquinha e sua família. Ela também gosta muito de desenhar, mas sempre pede pra desenharmos uma casa e uma flor. Pra pintar, sempre pede pra o pai ou a mãe pintar junto. Ganhou um balancinho, mas mesmo baixinho ela tem um pouco de medo. Brinca um pouquinho e quando balançamos um pouco mais, ela já grita "Vou taiiir" (vou cair). Lavar o carro é sua maior diversão, mas ultimamente o que ela mais gosta de fazer é lavar a louça. Daquele jeito "mais atrapalha do que ajuda", mas tudo bem.

Carinho: É um amor de criança. Quando vê uma criança mais nova que ela, principalmente se for menina, quer abraçar ou pegar no colo se for bebê. Aprendeu a falar "Eu te amo", "dipupa" (desculpa), "digada, di nada" (obrigada, de nada). Sei que vou sentir muito a falta dela do meu lado na cama. Eu amo dormir ao lado dela, mas tenho que aceitar que ela está crescendo.

Devoção: Já disse que ela AMA ir à igreja, principalmente aos sábados pela manhã? Ela acorda toda feliz e sorridente no sábado, pois é o dia da "Sala do Bebê" (Rol do Berço - sua classe da Escola Sabatina). Escolhe seu vestido, se perfuma e espera ansiosa a hora de ir pra igreja. Nos demais dias ela também se comporta, mas o sábado é especial, afinal, é o Dia do Senhor. E ela é a diaconisa de sua classe, colhendo as ofertinhas feliz da vida. Ajuda a encenar as histórias, um amor. Ela também gosta de cantar, sempre que tem a oportunidade. Ela não canta de verdade, mas basta ter um microfone em mãos e ela já fica feliz.

Ela socializa bem, só é muito boba com meninos, principalmente os atrevidos e agressivos. Os atrevidos são os que pegam o que é seu e os agressivos... o nome já diz.

Ficamos por aqui. Até o próximo post. :)