Quantas visitas!!

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Rapidinhas

Essa já faz tempo, mas vale a pena lembrar.
No mercado, seção de fraldas e produtos de higiene...
Anita: olha a "falda", mamãe...
Vamos passando pelas fraldas e vêm os absorventes
Anita: olha a "falda" da mamãe!
Mamãe, vermelha, finge que não ouviu e sai dali o mais rápido possível!

Semana passada ela aprendeu a abrir a geladeira e hoje foi mais além: colocou sua cadeirinha na frente da geladeira, abriu o congelador, pegou um "tulé" (picolé), desceu, pegou um copo (pra colocar o picolé) e foi pra sala, de boa...

Sabe aquele episódio da Peppa da queda de energia?! Ele é o mais vivido e revivido aqui em casa nos últimos dias. Não a parte que eles brincam, mas as quedas de energia em si... só hoje foram umas cinco ou seis, da madrugada até o final da tarde. Ontem fomos pra igreja e tava só a escuridão lá. Ai, só em Machadinho mesmo. É que tá chegando a semana da "Festa do Peão" e dizem os moradores mais antigos que economizam a energia alguns dias antes pra poder gastar na festa. E eu, que nada tenho a ver com isso e nem vou pra festa fico passando calor e raiva em casa... Só porque estamos de férias...  Pior que ainda tem mais um ano....

Aos pouquinhos, vamos voltando. Espero que alguém ainda nos visite por aqui. Foram cinco meses no esquecimento....

Até a próxima!

domingo, 24 de agosto de 2014

Estarei pronta...

Esse é um post diferente. Vou contar um pouco das mudanças que venho adaptando à nossa rotina semanal. É bem simples e já mudou muito nossa vida em família.

Eu andava muito estressada, chateada e triste porque a casa estava sempre uma bagunça e eu tinha apenas parte de um dia pra arrumar tudo: a sexta à tarde. Fazer tudo ao mesmo tempo: limpar e organizar a casa, lavar a roupa, lavar a casa, a louça, o banheiro... enfim, uma canseira até o pôr-do-sol, e muitas vezes ficava alguma coisa pra trás, o almoço de sábado, roupas no varal ou nos cestos para passar e guardar...

Como mulher adventista, devo manter minha casa limpa e organizada para receber o sábado ao pôr-do-sol da sexta-feira, assim como devo manter minha mente longe de preocupações vãs nesse santo dia. Há algum tempo eu desejava ler o livro "Estarei pronta no sábado" e de fato, esse livro me ajudou MUITO.

O segredo é muito simples: a noite anterior. Como trabalho oito horas diárias (horário comercial), não tenho tempo pra nada. Então, o único momento que fico em casa é à noite. Mas antes de tudo, o que deu início a uma vida melhor foi um momento separado para devoção. Acordar mais cedo não faz mal a ninguém. Então, passamos a acordar mais cedo, fazer nossa devoção pessoal, leitura da bíblia, lição da escola sabatina e meditação. Isso já fez uma grande diferença, mas uma coisa ainda me incomodava: sempre tomávamos o desjejum (café da manhã) no trabalho. Sempre saindo às pressas, preparando um sanduíche pra comer no trabalho.

No livro, aprendi a organizar, mesmo que minimamente a casa durante a noite, apenas arrumando a bagunça como guardar roupas e sapatos que ficam pela casa, deixar o sofá arrumado, lavar a louça e deixar a mesa parcialmente pronta para o desjejum antes de dormir, completando apenas com as coisas que tem que ficar na geladeira, pela manhã. Parece simples, mas fez uma diferença incrível em nossa rotina. Ainda que estejamos tomado um desjejum meio rápido, pois às vezes acabamos dormindo uns minutinhos a mais, é bem melhor sair de casa tranquilo e alimentado físico e espiritualmente.

Além disso, pequenas tarefas podem ser feitas durante a noite, naquele tempinho entre a chegada do trabalho e a hora de dormir, como lavar o banheiro, deixar o feijão de molho ou cozinhá-lo para congelar depois, deixar alguma roupa de molho, se necessário... enfim, o que der, sem se cansar muito.

Às quintas à noite é "o dia da preparação". Faço o máximo que puder para limpar e organizar a casa, inclusive lavar a roupa e a casa. Na sexta fica só o almoço e qualquer outro retoque como tirar o pó do rack, guardar a louça... e é só esperar o pôr-do-sol. Como temos um horário especial na sexta (trabalhamos seis horas seguidas, adventistas ou não), tenho a oportunidade de um tempo livre pra organizar qualquer coisa que fique pendente ou, se não houver, é só esperar o sábado chegar e descansar, meditar na horas benditas, santas e felizes.

O sábado foi abençoado por Deus desde a criação (Gênesis 2:2,3), bem como é um dos Seus mandamentos (Êxodo 20:8-11), escrito pelo Seu próprio dedo. O sábado é um presente do criador para suas criaturas. O dia do descanso. O dia do Senhor. Experimente descansar no sábado. Desfrutar de um dia inteiramente abençoado. Sem trabalho, sem serviços domésticos, sem preocupações, sem futilidades, sem facebook, blogger, intagram e qualquer outra rede social. Não adianta dizer que a internet pode ser usada para levar o evangelho no sábado, porque isso também pode ser feito nos demais dias e você acaba se deixando levar pelas atualizações do feed, aqueles pequenos números em vermelho indicando notificações, mensagens, pedidos de amizade... que acabam tirando sua concentração. Por via das dúvidas, é melhor evitar. Eu, pessoalmente, não sinto nenhuma falta de redes sociais, joguinhos, atualizações durante as horas do sábado, as melhores e mais esperadas da semana.

Fiquei algum tempo sem ir à igreja e foi o pior período da minha vida. Hoje posso dizer que sou outra pessoa. Apesar de ter sido batizada há pouco mais de dois anos, apenas este ano de 2014 eu realmente conheci o poder de Deus agindo em minha vida diariamente. Não gosto de faltar aos cultos, se fico sem ler a bíblia, parece que o dia não vai bem... Este ainda é um blog materno, mas não custa nada falar de coisas boas que acontecem ao nosso redor e isso envolve o amor de Deus em nossas vidas.

Espero que tenham gostado e que ninguém tenha se ofendido. Sei que a diversidade religiosa hoje é muito vasta, mas " Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia pra colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus." Mateus 5:14-16

FELIZ SEMANA a todos!


baixe o livro aqui ou adquira aqui

Independência!

Anita deu mais um passo rumo à independência. Passou a dormir sozinha em sua nova cama e, ao mesmo tempo, largou a fralda da noite. Na primeira noite, apesar de ter colocado um travesseiro ao seu lado, ela caiu no colchão de baixo e depois no chão, mas não acordou. Na segunda noite, coloquei mais travesseiros, fazendo como um cercado em volta dela e ela não caiu. Dormiu a noite toda.  Já na terceira, veio a primeira poça quentinha logo de manhã, mas ela não quis saber de trocar de roupa, tirar o lençol... Sabiamente o papai não permitiu que tirasse o plástico do colchão e ele ficou protegido. Essa noite ela acordou e pediu pra eu ficar com ela duas vezes, na madrugada e de manhã cedo. E assim estamos indo.

Ela também abandou a "fralda do sábado". Estava usando a fralda para ir à igreja aos sábados pela manhã. Como é um período mais longo, das 9h às 11h30, ela ia de fralda, mas na maioria das vezes, só fazia xixi quando chegava em casa. A mesma coisa acontecia com a fralda noturna. Nesse sábado fomos sem fralda pra igreja e foi um sucesso. Ela também aprendeu a usar o sanitário. Geralmente quando vamos à casa de amigos e como lá não tem penico, ela usa o sanitário mesmo, e por ser baixinho, ela fica encantada. Em casa, ela pediu pra usar e colocamos o adaptador. Ela também ficou se achando gente grande, mas ainda prefiro que ela use o peniquinho, pois não tenho tempo pra lavar o banheiro todos os dias. Mas essa rotina tem sofrido mudanças, o que será assunto para publicações futuras.

O maior desejo dela nos últimos dias é "Ajudar a mamãe..." (ela canta essa frase e faz uma dancinha). Lavar a louça, fazer um suco ou lanche, limpar a casa, lavar a roupa... tudo ela quer ajudar. E também ajuda o papai a lavar o carro.

Outro desejo é "tumpá tequeta" (comprar uma bicicleta). Outro dia fomos comprar um presente em uma loja e logo na entrada tinha uma bicicletinha. Ela logo pediu pra subir, mas tava com um dos pedais quebrado, mas sempre que passa em frente a uma dessas lojas de móveis/eletrodomésticos/etc, ela diz que vai tumpá tequeta. Se for uma boa menina, será seu presente de aniversário.

Assistindo Peepa antes de dormir


segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Mais uma vez!

De volta estamos mais uma vez. De novo abandonei esse cantinho por pura preguiça e falta de interesse. Não é que eu não queira mais relatar o desenvolvimento da Anita, mas passei a ver o crescimento dela como algo natural e que nem todo mundo se interessa por isso.

Enfim, desde a última postagem, pouca coisa mudou: Anita cresceu, fala fala fala, mas ainda fala muita coisa enrolado, porém, menos incompreensível. Por exemplo, antes uma palavra significava uma frase e agora ela fala a frase quase inteira, como: "Mamãe, quero suco.", e quando digo que não tem ela diz na maior chantagem emocional do mundo: "Mamãe, pode fazer um suco?" virando a cabecinha pro lado.

Desenvolvimento: ela ainda usa fralda pra dormir, mas pelo mesmo motivo de antes: ainda dorme na nossa cama. Só faz xixi quando acorda. Hoje mesmo vi uma caminha linda pra ela, branquinha, de madeira (madeira mesmo, não MDF) com um detalhe rosa bebê na cabeceira e uma cama auxiliar (bicama). O preço é um pouco salgado, mas considerando que é uma cama de madeira (que dura bem mais que MDF, pois ela só vai precisar trocar por uma de casal, neste caso, quando sair de casa ou comprar uma com seu próprio dinheiro, e também dura mais que a cama box, que depois de um tempo começa a ficar desconfortável por conta das molas velhas), considerando também que o preço inclui um colchão com medidas especiais (um pouco mais largo que o normal) e a cama é lindinha mesmo, digo que vale à pena.

Birras e traumas: até que diminuíram. Até porque não almoçamos mais fora (ela sempre fazia birra em restaurantes) e se ela faz algo errado e brigo com ela, ela fica quietinha e obedece (na maioria das vezes). Já o remédio, quando necessário, continua a mesma loucura ou até pior. É um show, um tem que segurar as pernas e os braços e o outro dar na boca e mesmo assim ela cospe boa parte. Não pode nem ver algo que se pareça com um vidro de xarope ou spray pro nariz. Eu hein! Médico? Dentista? Nem queira ver, é outro chororô. Ela tá precisando ir ao dentista, mas aqui não tem odontopediatra, já levei ela em duas dentistas que e dispuseram a atendê-la, mas nada feito :(

Diversão: Qual a criança entre 1 e 5 anos que não ama a Peppa Pig? Com a Anita não é diferente e aqui estamos com a porquinha e sua família. Ela também gosta muito de desenhar, mas sempre pede pra desenharmos uma casa e uma flor. Pra pintar, sempre pede pra o pai ou a mãe pintar junto. Ganhou um balancinho, mas mesmo baixinho ela tem um pouco de medo. Brinca um pouquinho e quando balançamos um pouco mais, ela já grita "Vou taiiir" (vou cair). Lavar o carro é sua maior diversão, mas ultimamente o que ela mais gosta de fazer é lavar a louça. Daquele jeito "mais atrapalha do que ajuda", mas tudo bem.

Carinho: É um amor de criança. Quando vê uma criança mais nova que ela, principalmente se for menina, quer abraçar ou pegar no colo se for bebê. Aprendeu a falar "Eu te amo", "dipupa" (desculpa), "digada, di nada" (obrigada, de nada). Sei que vou sentir muito a falta dela do meu lado na cama. Eu amo dormir ao lado dela, mas tenho que aceitar que ela está crescendo.

Devoção: Já disse que ela AMA ir à igreja, principalmente aos sábados pela manhã? Ela acorda toda feliz e sorridente no sábado, pois é o dia da "Sala do Bebê" (Rol do Berço - sua classe da Escola Sabatina). Escolhe seu vestido, se perfuma e espera ansiosa a hora de ir pra igreja. Nos demais dias ela também se comporta, mas o sábado é especial, afinal, é o Dia do Senhor. E ela é a diaconisa de sua classe, colhendo as ofertinhas feliz da vida. Ajuda a encenar as histórias, um amor. Ela também gosta de cantar, sempre que tem a oportunidade. Ela não canta de verdade, mas basta ter um microfone em mãos e ela já fica feliz.

Ela socializa bem, só é muito boba com meninos, principalmente os atrevidos e agressivos. Os atrevidos são os que pegam o que é seu e os agressivos... o nome já diz.

Ficamos por aqui. Até o próximo post. :)

domingo, 30 de março de 2014

Voltamos!

Não me levem a mal, mas tem sido difícil manter o interesse em atualizar este blog... Até porque parece que hoje em dia as coisas só tem graça se forem postadas na hora em que acontecem e se não for assim, ninguém mais vai ter o interesse em ver, sabe?! Eu não tenho essa disposição toda, até porque acho até meio bobo quem o faz, mas isso vai da rotina de cada um. Eu, por exemplo, passo 8h diárias na frente de um computador, pois sem ele, não trabalho. Mas ele é exclusivo para trabalho, a única coisa "diferente" que ainda faço é checar e-mails e ler notícias, em geral, locais, vez que a capital de onde moramos e pra onde pretendemos retornar está sofrendo com uma grande enchente, a maior de todos os tempos, segundo as notícias que temos. Então, ao chegar em casa, fico jogando um pouquinho no tablet, acesso o face, e-mail, e fico nisso, até porque o tablet não foi feito pra digitar, né?! O touchscreean é um chato! Outro fator é que o meu PC morreu há alguns meses e até hoje não levei pro conserto. Tem outro PC disponível, o do meu esposo, mas não gosto muito de usá-lo.

Então, deixando as desculpas de lado, aqui estamos com as pequenas novidades sobre o motivo deste espaço existir: A minha pretinha, Anita. É assim que a temos chamado ultimamente.

Desfralde: Esse foi fácil, se contarmos que ainda é parcial, pois ainda utilizamos a fralda pra dormir. No começo, parece até que ela estava só esperando pra se livrar daquele pedaço de plástico e não queria nem colocar pra dormir, até porque todas as manhãs a bendita acordava bem sequinha. Teve dias em que ela acordou, tirou a fralda e foi fazer xixi no peniquinho. Daí veio uma virose e voltamos a utilizá-la, pois a Preta estava muito fraquinha e pra evitar esforços, deixávamos ela de fralda mesmo, mas logo que sarou, voltou pra calcinha. Já a fralda da noite, voltou a servir à pátria e acorda quase se desmanchando de tanto xixi. Não me esforcei pra tirá-la porque Anita ainda dorme na nossa cama, até que tenha a sua própria e por isso não vou arriscar acordar numa poça quentinha, até porque faz apenas um ano que temos essa caminha tão gostosa.

Fala: Anda de vento em popa... algum desenvolvimento como hoje, acordou contando até cinco! Mas ainda fala muito enrolado. Por falar em enrolado, seu filme preferido tem esse nome, no plural, como título. Zéu (Rapunzel) a conquistou com suas musiquinhas e a Preta já imita boa parte das falas, mas do seu jeito: falando a última sílaba de algumas palavras. Alguns exemplos de seu vocabulário:
  • Fé: Café ou algum líquido quente, como toddy, capuccino, leite, canjica, mingau de banana,etc.
  • Zé; Zéu: José Bezerra, do filme Enrolados e Rapunzel
  • Bole Fole: Bora lá pra fora (quando acorda)
  • Bolh: bolo (só fala correto quando a corrigimos)
  • Bolh: Bola (só fala correto quando a corrigimos)
  • Olhe: olho
  • Apu: Shampoo
  • Pim: Copinho
  • Tim: Potinho ou pratinho
  • Çã: Maçã, banana, laranja...
  • Lhé: Colher ou garfo
  • Tão: Dentão
  • Tá: Pintar ou lápis de cor
  • Bú: Pijama com estampa de vaquinha (muuuú)
  • Belh: Abelha ou pijama com estampa de abelha
  • Belh: Cabelo
  • Cao: Carro
  • Acheei: quando encontra algo ou lhe mostramos o que estava procurando
  • Fô: Flor ou a sandália nova que ela tem pavor, mas calça na marra
  • Mona: Mônica
  • Zen: Desenho
  • Cin: calcinha ou bolsinha (que ela carrega seu estojo de pintar e seus livrinhos)
  • Abi: Dormir, deitar ou cobertor (para dormir)
  • Abi: Tia Gabi
  • Toy: Toddy, Toy Story, George (irmão da Peppa Pig)
  • Pepel: Papel
  • Papoca: Pipoca
  • Xexéu: Papai do Céu
  • Zezui ou Zuzui: Jesus 
  • Biblí: Bíblia
  • Adô: Ventilador
  • Tatá: Batata (Cabeça de Batata, do Toy Story)
Diversão: O filme da vez, como já falei, é o Enrolados, mas finalmente deu uma chance à trilogia Madagascar e ao Lilo&Stich. Gosta também dos DVDs de músicas infantis da igreja, os quais ela chama de Nhenhém (neném, porque tem um bebê na capa - Escolinha de Louvor), É bom (Amiguinhos de Jesus),  Pampam (Cantando com Jesus). Tem dado atenção a alguns desenhos como Peppa Pig e Dora Aventureira. Galinha Pintadinha e Patati Patata estão no limbo, pois vez por outra ela relembra e fica dias seguidos assistindo só eles. Quanto às brincadeiras, a que ela mais gosta é quando a gente fala "Eeeu... Vooou... Teee... PEGAAR" daí ela sai correndo e a gente pega ela e fica beijando e fazendo cócegas. Ela também ama brincar de bola com o pai, gosta de brinquedos de montar, por exemplo, o cabeça de batatas, ou aqueles "lego tamanho gigante". Bonecas ela nem liga. Ganhou um daqueles bebezão de natal, mas foi só no primeiro momento que ela gostou, depois ficou esquecida no meio dos outros brinquedos.

Exemplo:  Aprendeu a orar antes das refeições e (quase) sempre ajoelha para orar junto com a gente. Uma fofura. Além do mais, ela adora ver imagens de Jesus, como na Bíblia da Criança, em capas de livros e revistas religiosos...

Grude: A segunda-feira sempre é uma tortura pra nós e pra ela, quando temos que deixá-la na babá e aceitarmos que o fim de semana acabou. Ela voltou a dormir durante o dia/tarde e passa horas dormindo na babá, por exemplo, levamos ela por volta de 7h50. Ela ainda está meio dormindo e ultimamente só chega lá, abre o olho quando troca de colo e volta a dormir até 10h, 11h. Quando não dorme de manhã, dorme à tarde, até umas 17h. Aproveita pra dormir lá, pois quer estar bem acordada quando está conosco. Ultimamente só tem dormido por volta das 22h30, 23h30... Espertinha hein...

Preocupação: Dias atrás ela sempre chorava pra ficar na babá, mesmo durante a semana (terça, quarta, quinta...), porque na segunda é normal ela não querer ir... A preocupação começou quando pela segunda semana seguida ela continuou a chorar. Eu pensei: há alguns dias, disse à babá que não importasse quanta birra ela fizesse, que ela vestisse a roupa, ao menos quando estivesse brincando na varanda e dentro de casa ela poderia ficar só de calcinha, por causa do calor. Não deu outra... certo dia ela veio de cara feia e a babá falou: "Fez o maior show pra não colocar a roupa", e ela estava só de calcinha. Dei uma bronca nela, disse que ela tinha que ficar de roupinha pra brincar lá fora e ela parou de chorar pra ir pra lá. Mas continua a fazer escândalos para não calçar a sandália nova e um vestido novo que é lindo (azul marinho com flores amarelas). Outro dia ela cortou a boca quando se jogou no chão porque vesti o tal vestido nela, tamanha birra. Quanto à sandália, depois de muito choro, ontem ela conseguiu quebrar. Nada que um sapateiro não resolva e ela voltará a usar, afinal, ela só tem DOIS anos, não dez, pra ficar escolhendo o que não usar. A mesma coisa aconteceu meses atrás com uma sandália que ganhou da avó e depois de um tempo, ela passou a ser a favorita. Ninguém entende a Anita.

Então, é isso. Matamos a saudade e demos as novidades! Até breve.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Traumatizada

Semana passada Anita ficou dodói: febre, vômito, diarreia e dente nascendo (ainda). Isso começou no domingo, mas como pensei que fosse só o dente, fui medicando em casa mesmo. Mas a febre não passava nunca, então na quarta levei ela ao hospital. Ao chegar, ela já abriu o berreiro dizendo "bola cao mamãe" (bora carro mamãe). O maior escândalo pra medir a temperatura. Na hora da consulta já entrou na sala do médico chorando. Ninguém podia chegar perto dela. Só passou remédio pra dor/febre e pra diarreia, com atestado de dois dias pra mamãe. Logo ficou boa. Era tudo que ela precisava. Na sexta fomos ao dentista. Ao chegar, ela já identificou o local como clínica (imaginou que fosse médico de novo) e entrou em desespero. Hoje, ao ir ao banco ela achou que iria ao médico de novo (por causa das várias cadeiras para esperar atendimento). Sem contar que desde sempre ela foi um terror pra tomar remédio. Essa Anita...

Outra coisa difícil de convencer é ela ficar na cadeirinha do carro. A boneca vai na cadeirinha, a bolsa da galinha, menos a Anita. Ô menininha difícil! A famosa e terrível fase dos dois anos (terrible two) também vale pra meninas?

Falando das coisas boas, ela está desenvolvendo bem a fala, forma frases simples, como "não tila dinho, papai" (não tira Midinho (desenho), papai). E se interessa muito pelas música infantis da igreja, que ela chama de "é bom" (da música "é bom, é muito bom, é muito bom ter Jesus no coração") e os desenhos e vídeos evangélicos. Também tem se interessado mais por outros desenhos, tipo Bob Esponja, Peppa Pig, Doug... que antes ela nem ligava, e assiste outros filmes também, como A Nova Onda do Imperador, Enrolados e Monstros S.A. Papai e mamãe agradecem!

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Primeiras notícias do ano!

Duas grandes evoluções marcaram o início de 2014: desfralde parcial e novidades na fala.

Ela já estava desenvolvendo bem a fala desde que completou 2 anos, mas depois do recesso (duas últimas semanas do ano passado a primeira deste ano) ela desandou a falar e fala muito, repete tudo! As únicas palavras essenciais que ela ainda não fala é água e Anita (que nem é tão essencial assim). Além do mais, qualquer coisa que ela não sabe falar, em especial comida, ela aponta o que quer. A não ser bolo, que ela fala direitinho!

Quanto ao desfralde, iniciamos segunda semana de janeiro, quando voltamos a trabalhar. Já tínhamos comprado um peniquinho muito antes, mais ou menos quando ela estava com um ano e meio, mas ela nem ligava pra ele, usava como chapéu ou tigela, nunca como penico. Quando voltamos, começamos a incentivá-la, começando por deixá-la só de calcinha durante o dia, inclusive na babá. No final de semana ela começou a usar o penico, mas só pra fazer xixi, e gostou, pois fizemos a maior festa quando ela fez xixi pela primeira vez. Já o cocô ela segurava para quando estava de fralda, até que teve uma vez que ela foi fazer xixi no chão do banheiro e acabou fazendo cocô também. Como dela viu que não tinha problema (não briguei com ela, até comemorei, pois é muito melhor pegá-lo com papel e jogá-lo no vaso do que lavar calcinha suja de nº 2), continuou.  Não demorou para ela começar a recusar a fralda, até mesmo pra dormir, mas ainda é cedo pra falar em desfralde noturno. Colocamos sempre a fralda pra dormir. Ontem, percebemos o quanto ela já avançou: além de não fazer mais no chão (vez ou outra que não dá tempo de chegar ao penico ou não o acha), nem na calcinha, ela tirou a fralda, antes de dormir, e fez xixi. Pela manhã, levantou, tirou a fralda e fez nº 1 e 2 no penico. E sempre tem que tomar um banhinho depois de fazer qualquer uma das opções! O grande incentivo para tirá-la da fralda foi o gasto excessivo com elas, uma vez que sempre compramos em grande quantidade quando vamos à capital ou a avó dela vem de lá. Dessa vez compramos seis pacotes de Turma da Mônica, tamanho G, Básica (tripla proteção), equivalente a um fardo (literalmente), e quatro Turma da Mônica, tamanho XG, Conforto Dia e Noite. Nem lembro o quanto deu em dinheiro, mas pagaremos por elas por uns três meses. Mesmo assim, ficamos felizes, pois é um grande passo pra nossa princesa e uma considerável quantia que deixará de ser gasta com fraldas (e passará a ser com outras coisas, eu sei).

Tem ainda uma grande novidade: finalmente ela saiu do mundo de Toy Story e agora assiste, mesmo que parcialmente, Tarzan (que ela chama de "bebê" - a primeira cena que aparece é dele bebê) e Universidade Monstros, mas ainda pele pela "péu" (Jessie - Toy Story). Ah, e também gosta de "Os cãezinhos do canil", desenho antigo que passava quando eu era criança, baixamos alguns episódios pra ela. Gosta bastante do "tatá" (Patati Patata) e teve uma recaída pela "popó" (GP). Baixamos muuuuitos filmes de animação pra ela, mas os únicos aceitos para entrar no "Mundo de Anita" foram Tarzan e Universidade Monstros, mas, pensando bem, ela tem razão em gostar tanto de Toy Story. São os melhores de todos os tempos! E olha que além de assistir os 3 filmes da série, ela também assiste aos especiais (curta-metragem) "Férias no Havai", "Festa Sauro Rex", "Um pequeno grande erro" e "Toy Story de Terror", que também são muito legais. Ela tem bom gosto, vai. Além de tudo, ela já repete algumas falas do Toy e acompanha algumas músicas.

No mais, estamos muito bem e a Anita nos surpreende cada dia mais. No último fim de semana resolvemos almoçar na área e a última vez que fizemos isso foi quando meu pai e meu irmão vieram aqui, em novembro. Quando ela viu a gente colocando a mesa lá fora, disse: "vovô?". Muito esperta e lembra sempre do avô, mesmo que quando o vê, fica envergonhada, vira a cara e não quer nem saber. Mal sabe ela que seu primeiro grande sorriso foi pra ele e sempre eram só no colo dele...