Quantas visitas!!

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Nossas tão esperadas férias!

Nossas férias foram MARAVILHOSAS! Visitamos muitos lugares lindos, conhecemos muitos parentes que nem eu conhecia e tivemos uma das melhores experiências de nossas vidas: Conhecemos o MAR!

Roteiro: Saímos de casa, em Machadinho D'Oeste/RO, na sexta, logo após o trabalho, rumo à capital, Porto Velho, onde chegamos por volta das 17h30. O voo estava marcado para o fim da terde de segunda-feira, 14/10, com destino à Belém/PA, ondem esperaríamos por outro avião que nos levaria até Macapá/AP e lá chegamos às 3h30, hora local, recepcionadas por minha mãe e irmã.
O primeiro voo da Anita: Melhor impossível. Assim que entrou no avião, dormiu. Quando estávamos próximos à Manaus, o ouvidinho começou a doer e ela acordou chorando e assim ficou até aterrissarmos. Uma hora de espera e partimos pra Belém. Dessa vez ela ficou brincando, colorindo, e cantando. Detalhe: só de fralda. Estava um pouco quente. O mesmo aconteceu com o ouvido quando estávamos nos aproximando de Belém. Descemos e ficamos no aeroporto por três horas até embarcarmos para Macapá. Anita brincou o tempo todo, mas não desgrudava de mim (minha "outra mãe" estava conosco). Chegou em Macapá dormindo.


Baluarte da Fortaleza de São José de Macapá
Macapá: Lá moram algumas tias, primos, primas e seus filhos, maridos, esposas... e minha mãe e irmã. A última vez que estivemos juntas, as três, foi em 2006, quando passamos férias na casa de minha avó, no interior do Pará. Minha irmã ainda veio a Porto Velho pouco antes da Anita nascer, em 2011, mas como disse aqui, ela não chegou a conhecer a sobrinha tão esperada. A avó, então, tava que era só ansiedade.
Visitamos a lindíssima Orla de Macapá, onde tomamos muita água de côco, a Fortaleza de São José, que não chegamos a conhecer por completo, mas é linda mesmo, a Casa do Artesão, onde tem muita coisa bacana e comprei uma camisa linda, o Marco Zero do Equador, que é um monumento realmente impressionante, um dos Museus, e fizemos muuuuitas compras nas importadoras, que é muito comum por lá e tem muita coisa legal. Uma pena que ficamos lá só por três dias.




Brincando num parquinho na Orla de Macapá

No meio do Mundo - Marco Zero do Equador
Capanema/PA: Vovó, tias, tios e primos nos aguardavam por lá. Minha mãe e irmã também foram pra lá. Interior, como qualquer outro, muito tranquilo, dá até vontade de morar lá. Anita se amarrou na casa da Bisa, chegou e já foi brincar com os primos. Em Macapá, ela só ficava "amigável" quando estava em casa. Na rua era um coala chato! De lá fomos pra praia, em Salinas.

Anita sendo paparicada pela tia e pela avó
Na pracinha Magalhães Barata - Capanema/PA
Despedida na casa da Vovó
Salinas/PA: Pouco mais de uma hora de viagem de Capanema, sendo a passagem de ônibus R$ 8,00. Um sonho, não? A cidade é lindinha e ao chegarmos na beira da praia, parecia um sonho mesmo. Mal podia acreditar que estávamos mesmo ali. A reação da Anita não poderia ser mais inesquecível: sorriu, pediu pra tirar a calcinha, tirou a fralda na maior rapidez e saiu correndo (me puxando) em direção ao mar! Foi muito engraçado. Sem contar que em todas as fotos ela aparece pelada, porque não deixou nem por um minuto colocar o maiô, por medo de ter que sair da água. Mas pense na felicidade de um bebê naquela água salgada... Aprontou todas e só foi tirar uma soneca no final, faltando mais ou menos uma hora pra irmos embora.
As três gerações na praia

Depois da praia, minha irmã voltou para seus compromissos em Macapá, e aí ficou meio chato. No final da semana, minha mãe e minha avó foram para outro interior, visitar outros parentes e "pescar". Depois disso eu queria logo ir pra casa e ainda faltavam alguns dias. No sábado, após um banho de rio, fomos pra Belém, onde conhecemos mais alguns parentes.

Tomando um cafézinho no final da tarde
Belém: Lá visitamos a Estação das Docas (meu ponto turístico favorito em Belém), onde tem um sorvete de tapioca maravilhoso, a Casa das Onze Janelas, que dá uma vista bacana pro Rio Guamá que eu jurava que era o Amazonas também, logo ao lado tem o Forte do Castelo, que também só o vimos por fora. Fomos a dois dos muitos Shoppings, ao famoso Mercado do Ver-O-Peso, onde comprei muitas lembrancinhas na feira de artesanato ao lado, à Basílica de Nazaré, sendo minha mãe e tia que nos acompanhava muito católicas, fomos também à Praia de Mosqueiro, que na verdade é uma ilha, um distrito de Belém. É uma praia de água doce, não tão linda quanto a do Atalaia, em Salinas, mas igualmente tranquilizante. Em Belém há muitos prédios históricos lindos, mas, sendo uma cidade grande, onde há muito vandalismo e violência, não fotografei nenhum deles, só alguns dos pontos onde fomos. A última parada foi a Orla de Icoaraci, também distrito de Belém. Lá tem a praia do Cruzeiro, também de água doce, um calçadão passando por toda a orla e uma pracinha linda, com feira de artesanato que dá vontade de comprar tudo, mas, a bagagem já estava excedendo, tanto que paguei um horror de excesso, mas valeu muito a pena.

Passeando no shopping

Estação das Docas
Em frente ao Forte do Castelo

Dançando um brega na praia do Mosqueiro
Por fim, voltamos a Porto Velho, na manhã do dia 30/10. Foram 15 dias maravilhosos em família. Já sinto muita falta. Mal vejo a hora de voltar!