Quantas visitas!!

domingo, 15 de dezembro de 2013

Formiguinha

Não pode me ver fazendo um bolo que já quer comer o que sobrou na vasilha.
O bolo mal saiu do forno e ela já quer um pedaço, mesmo estando quente.
De chocolate,  de laranja, de milho ou de fubá, com cobertura ou não, com recheio ou sem... não tem bolo ruim!
Na hora de fazer a cobertura, coloca o dedinho pra provar o leite condensado.
Não pode ver chocolate que come sem parar, até que acabe.
Será que puxou a mamãe? 

domingo, 1 de dezembro de 2013

Novidades na fala

Com 2 anos e 1 mês ela já compreende muita coisa, mas ainda têm muuuita preguiça de falar. Porém, algumas coisas já dá pra entender como:
  • Toi = Toddy, o urso.
  • Tal = Talco ou Natal (enfeites)
  • Apéu = Chapéu
  • Apoo = Shampoo
  • Pê = PC/Computador
  • Bou = Acabou
  • Mém = Amém
  • Tá = Patati Patatá
  • Pepé = Papa
  • Fafá = Sofá ou almofada
  • Iau = Gato (miau)
  • AuAu = Cachorro
  • Fofô = Por favor
  • Uouô = Vovô
  • Thiu = Tio
  • Thia = Tiara ou tia (quando vê foto de uma delas)
  • Pia; Neném; Bebê; Vovó, Eu, Oi, Tchau...
  • Ajoelha e fecha os olhinhos pra orar, sempre quando chegamos em casa, no fim do dia. Ora também ao levantar, antes de comer e antes de dormir. Quando vamos fazer o culto familiar, pega seu livrinho de histórias bíblicas e a nossa bíblia. Adora escolher a música.
  • Completa músicas como "Atirei o pau no gato", "Borboletinha" e "Cão Amigo", essa última faz até mímica na parte do "língua de fora, abana o rabo, levanta a perna e faz xixi... Au au au au au au au..."
  • Sabe apontar as partes do corpo, já faz um tempinho;
  • Guarda os brinquedos, mas gosta muito é de espalhá-los;
  • Liga e desliga a TV ou o ventilador quando pedimos;
  • Pega a maioria das coisas que pedimos, tipo, sapato, controle remoto, celular, entre outros;
  • Cada dia mais esperta e levada, corre pra todo lado, muito sorridente, mas na presença de estranhos é muito séria.
  • Adora ajudar em tudo o que pode: pega a vassoura pra varrer o que sujou, pega a pá para juntarmos a sujeira, sempre que lavo a casa ou a área ela pega logo um rodo pra ajudar (a deixar tudo molhado), Ajuda a secar e guardar a louça, enxaguar e secar a roupa...Tenho uma mini dona de casa!
No mais, se devenvolve muito bem, muito esperta e com muita saúde! É muito amada aonde quer que vá.

Até a próxima!!

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Nossas tão esperadas férias!

Nossas férias foram MARAVILHOSAS! Visitamos muitos lugares lindos, conhecemos muitos parentes que nem eu conhecia e tivemos uma das melhores experiências de nossas vidas: Conhecemos o MAR!

Roteiro: Saímos de casa, em Machadinho D'Oeste/RO, na sexta, logo após o trabalho, rumo à capital, Porto Velho, onde chegamos por volta das 17h30. O voo estava marcado para o fim da terde de segunda-feira, 14/10, com destino à Belém/PA, ondem esperaríamos por outro avião que nos levaria até Macapá/AP e lá chegamos às 3h30, hora local, recepcionadas por minha mãe e irmã.
O primeiro voo da Anita: Melhor impossível. Assim que entrou no avião, dormiu. Quando estávamos próximos à Manaus, o ouvidinho começou a doer e ela acordou chorando e assim ficou até aterrissarmos. Uma hora de espera e partimos pra Belém. Dessa vez ela ficou brincando, colorindo, e cantando. Detalhe: só de fralda. Estava um pouco quente. O mesmo aconteceu com o ouvido quando estávamos nos aproximando de Belém. Descemos e ficamos no aeroporto por três horas até embarcarmos para Macapá. Anita brincou o tempo todo, mas não desgrudava de mim (minha "outra mãe" estava conosco). Chegou em Macapá dormindo.


Baluarte da Fortaleza de São José de Macapá
Macapá: Lá moram algumas tias, primos, primas e seus filhos, maridos, esposas... e minha mãe e irmã. A última vez que estivemos juntas, as três, foi em 2006, quando passamos férias na casa de minha avó, no interior do Pará. Minha irmã ainda veio a Porto Velho pouco antes da Anita nascer, em 2011, mas como disse aqui, ela não chegou a conhecer a sobrinha tão esperada. A avó, então, tava que era só ansiedade.
Visitamos a lindíssima Orla de Macapá, onde tomamos muita água de côco, a Fortaleza de São José, que não chegamos a conhecer por completo, mas é linda mesmo, a Casa do Artesão, onde tem muita coisa bacana e comprei uma camisa linda, o Marco Zero do Equador, que é um monumento realmente impressionante, um dos Museus, e fizemos muuuuitas compras nas importadoras, que é muito comum por lá e tem muita coisa legal. Uma pena que ficamos lá só por três dias.




Brincando num parquinho na Orla de Macapá

No meio do Mundo - Marco Zero do Equador
Capanema/PA: Vovó, tias, tios e primos nos aguardavam por lá. Minha mãe e irmã também foram pra lá. Interior, como qualquer outro, muito tranquilo, dá até vontade de morar lá. Anita se amarrou na casa da Bisa, chegou e já foi brincar com os primos. Em Macapá, ela só ficava "amigável" quando estava em casa. Na rua era um coala chato! De lá fomos pra praia, em Salinas.

Anita sendo paparicada pela tia e pela avó
Na pracinha Magalhães Barata - Capanema/PA
Despedida na casa da Vovó
Salinas/PA: Pouco mais de uma hora de viagem de Capanema, sendo a passagem de ônibus R$ 8,00. Um sonho, não? A cidade é lindinha e ao chegarmos na beira da praia, parecia um sonho mesmo. Mal podia acreditar que estávamos mesmo ali. A reação da Anita não poderia ser mais inesquecível: sorriu, pediu pra tirar a calcinha, tirou a fralda na maior rapidez e saiu correndo (me puxando) em direção ao mar! Foi muito engraçado. Sem contar que em todas as fotos ela aparece pelada, porque não deixou nem por um minuto colocar o maiô, por medo de ter que sair da água. Mas pense na felicidade de um bebê naquela água salgada... Aprontou todas e só foi tirar uma soneca no final, faltando mais ou menos uma hora pra irmos embora.
As três gerações na praia

Depois da praia, minha irmã voltou para seus compromissos em Macapá, e aí ficou meio chato. No final da semana, minha mãe e minha avó foram para outro interior, visitar outros parentes e "pescar". Depois disso eu queria logo ir pra casa e ainda faltavam alguns dias. No sábado, após um banho de rio, fomos pra Belém, onde conhecemos mais alguns parentes.

Tomando um cafézinho no final da tarde
Belém: Lá visitamos a Estação das Docas (meu ponto turístico favorito em Belém), onde tem um sorvete de tapioca maravilhoso, a Casa das Onze Janelas, que dá uma vista bacana pro Rio Guamá que eu jurava que era o Amazonas também, logo ao lado tem o Forte do Castelo, que também só o vimos por fora. Fomos a dois dos muitos Shoppings, ao famoso Mercado do Ver-O-Peso, onde comprei muitas lembrancinhas na feira de artesanato ao lado, à Basílica de Nazaré, sendo minha mãe e tia que nos acompanhava muito católicas, fomos também à Praia de Mosqueiro, que na verdade é uma ilha, um distrito de Belém. É uma praia de água doce, não tão linda quanto a do Atalaia, em Salinas, mas igualmente tranquilizante. Em Belém há muitos prédios históricos lindos, mas, sendo uma cidade grande, onde há muito vandalismo e violência, não fotografei nenhum deles, só alguns dos pontos onde fomos. A última parada foi a Orla de Icoaraci, também distrito de Belém. Lá tem a praia do Cruzeiro, também de água doce, um calçadão passando por toda a orla e uma pracinha linda, com feira de artesanato que dá vontade de comprar tudo, mas, a bagagem já estava excedendo, tanto que paguei um horror de excesso, mas valeu muito a pena.

Passeando no shopping

Estação das Docas
Em frente ao Forte do Castelo

Dançando um brega na praia do Mosqueiro
Por fim, voltamos a Porto Velho, na manhã do dia 30/10. Foram 15 dias maravilhosos em família. Já sinto muita falta. Mal vejo a hora de voltar!

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Fofoquita!

E agora tudo o que faço e o que digo é relatado ao juiz: "Papai, aaaaah mamãaae!"

Se digo que não vai tomar mais um iogurt, ou que não vai assistir de novo o mesmo filme, ou que está na hora de tomar banho ou de almoçar... Bate os pés e vai correndo atrás do papai. E quando ele vem até mim pra saber o que houve, ela aponta pra mim com cara de vítima! Que sacana! E olha que faço muuuitas de suas vontades! Talvez esse seja o problema!

Sim, agora que não mama mais, não sou mais tão interessante. Sim, eu era apenas sua refeição/chupeta ambulante. Agora, só quer saber do pai, só quer dormir com o pai e fazer tudo com o pai. Às vezes fico triste e lembro do dia em que descobrimos que era uma menina e a minha frustração era exatamente por esse tipo de coisa: ela só vai querer saber do pai, vão ser os melhores amigos e eu vou ficar sobrando...

É triste a vida de mãe... nove meses de sofrimento e nasce com a cara do pai e tudo o que vc ouve é que ela é idêntica ao pai e agora ela só quer saber do pai. Por um lado é bom, porque eu tenho um descanso. Mas que é chato ver ela querer ficar grudada nele, isso é.

Mães... quem as entende?

domingo, 15 de setembro de 2013

Desmame: Missão Cumprida!

Hoje completamos uma semana sem amamentar!! Uhuuuul! Não foi nada fácil, mas conseguimos!

Durante a semana inteira ela acordava um porre, querendo mamar, tentava tirar minha blusa ou tentava enfiar a mão entre os meus braços, que estavam protegendo o que ela mais queria. À noite ela já não pedia mais. Assistia seus filmes, fazia um lanche, já que toma janta na babá, e por fim, adormecia no colo do pai ou no colchão, assistindo filme. Mas pela manhã era sempre a mesma coisa, acordava, chorava procurando pelo peitinho.

Na última noite me senti orgulhosa por nós duas. Quando Toy Story 3 acabou, achei que ela já estaria dormindo, mas pelo contrário, até dançou a musiquinha final. Daí chamei ela pra deitar. Fomos escovar os dentes e dar tchau pro paizinho e depois pra cama. Ela veio pro meu colo e ficou abraçadinha. Eu comecei a contar uma historia: a história da vida dela. E quando cheguei na parte que ela estava crescendo e ia começar a engatinhar, ela saiu do meu colo, deitou ao meu lado, virou e adormeceu. Vivaaaa! Ela dormiu sozinha, na cama e até de manhã! Cedo ela ainda procurou o peito, mas depois de um tempinho desistiu e voltou a dormir. Levantamos às 8h30! E com sorrisos, beijos e abraços. Dá pra ser melhor.

Melhor ainda é que meus seios já voltaram ao normal. Um deles inchou muito, doía demais, mal conseguia levantar o braço e me mexer na cama era um sacrifício. Mas do 5º dia em diante foi melhorando. O 1º e 2º dia foram tranquilos porque, como eu estava retirando as mamadas gradualmente, já não enchia tanto. Só no final do 2º dia sem amamentar que foi começando a doer.

O pai foi fundamental nesse processo, pois, por muitas vezes acho que ela ficava com raiva de mim e só queria ficar com ele. Outras vezes só queria ficar comigo, porém, no colo e em pé e isso me cansava, pois ela é grandona e pesada. Mas nós dois fomos um
a dupla imbatível na missão desmame.

Às mamães que querem desmamar e não conseguem ou que daqui um tempo passarão por isso, ficam nossas dicas: Primeiro, vá retirando ou substituindo as mamadas gradualmente. Eu comecei retirando toda e qualquer mamada durante a madrugada. É difícil, mas é preciso paciência e resistência. Quando restar apenas uma mamada por dia, se estiverem realmente preparados, retire-a e prepare-se pra muita manha, enjoo e não deixe de dar ao bebê/criança muito carinho e atenção. Ele quer abraçar? Abrace-o. Que colo? Dê. Brinque bastante, assistam filmes ou musicais juntos. Não desista e quando finalmente estiver há 24, 48 72h sem amamentar, não volte atrás.

Quanto ao leite, seu corpo vai continuar a produzir, e os seios ficarão cheios, mas, mesmo assim resista a amamentar e evite ordenhar. Se estiver doendo muito, faça uma compressa de água quente, banho quente também ajuda. Se não aguentar, pode ordenhar, mas não muito. Com o tempo, eles voltam ao normal. É claro que, se vc estimular, ele ainda vai produzir, então, evite. Eu até procurei algum remédio que pudesse ajudar, mas onde moro tem poucos médicos e nenhum ginecologista de confiança (nem sei se tem ginecologista, mas...). Tem um farmacêutico muito eficiente e de confiança e ele disse que os remédios usados para "secar" o leite já não são comercializados, pois estava sendo usados para abortar e, por isso, foram proibidos. Talvez seja só por aqui, nem sei, mas nas pesquisas que fiz, as mulheres que tomaram remédio só secaram o leite após uma semana, assim como eu, sem remédio algum. Ou seja, a dor e incômodo são inevitáveis. Mas no final, vale a pena. Tudo por uma boa noite de sono, após quase dois anos!!

É isso! Boa sorte e Boas Noites pós-desmame!!

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Desmame, é pra já!

   Pois é. Tomei coragem e comecei o desmame! Aliás, começamos, pois o pai da Anita tem grande participação nesse processo.
   Comecei evitando amamentar durante a madrugada, o que já vinha me incomodando há meses. Eu estava com nojo de amamentar, sem exagero. Por mais que tivesse aquele momento de carinho e tudo mais, eu tinha vontade de sair correndo quando ela pegava o peito. Então, quando ela acordava de madrugada eu fingia que não era comigo e deixava ela chorar até voltar a dormir. Foi uma semana difícil e ela é muito resistente, mas foi melhorando.
   Com a chegada do nosso aparelho de Blu-Ray (uuuii!), ela começou a se interessar por filmes, em especial a trilogia de Toy Story. Ela simplemente A-M-A o 3º filme. Então, ela começou a assistir e lá pela metade do segundo filme (assistia primeiro o 3, depois o 2, por último o 1) ela já estava dormindo e só acordava pela manhã. Numa noite ela regrediu e acordou duas vezes de madrugada e o pai ninou ela por uma hora até adormecer novamente. O erro foi que, ao acordar, ela me chamou, bateu a mãozinha no travesseiro como quem diz: "vem mãe, hora de mamar" e eu não resisti. Com isso, o pai ficou muito chateado, com toda a razão, pois todo o seu esforço tinha sido em vão. Decidimos parar de vez com a amamentação. Até então, ela ainda estava mamando ao menos uma vez ao dia.
   Ela ainda pediu algumas vezes, ficou muito enjoada e brava, mas estamos partindo para o 4º dia sem amamentar! Ela ainda acorda de manhã querendo mamar, fica brava, mas resisto. Hoje foi mais tranquilo. Acordamos cedo, ela pediu mamá e eu não dei. Ela chorou bastante, tentei acalmá-la e ela só parou de chorar quando coloquei Toy Story 3. Na hora do almoço ela não pediu, nem à noite. Inclusive ela me viu fazendo compressa no seio quando fui tomar banho. Disse que era dodói e ela entendeu. Agora está dormindo. Já assistiu Toy Story 1 e 2. O 3 mal começou e ela adormeceu.
   O maior erro que cometi foi ter feito ela dormir no peito por duas noite seguidas com poucos meses de vida e dali até semana passada era assim. Muito cômodo, mas foi difícil parar. Sei também que dormir assistindo tv não é o melhor, mas no momento é a única coisa que acalma ela. Anita é uma menina muito forte, muito brava. Também, com os pais que tem...
   Não tem sido fácil, mas tem melhorado 100% nossas noites. Além do mais, estamos prestes a sair de férias, viajar... Serão longas horas de voo e eu até pensava em desmamá-la só na volta, pra que ela ficasse tranquila mamando o voo inteiro, mas não aguentei. Acredito que está sendo melhor pra todo mundo.




quinta-feira, 15 de agosto de 2013

E a reunião me tirou um sorriso...

Sabe aquele dia que começa bem, com a filha acordando toda sorridente... Na hora do almoço aquele papo gostoso sobre o auau, o papai e blablablá.... Na hora de voltar ao trabalho ela dá tchauzinho sem chorar, no maior sorriso, brincando... De repente me pego com saudades dela e penso que faltam poucos minutos pra vê-la. Daí que são 18h em ponto e fico sabendo de uma "reunião extraordinária". Tudo bem,vai ser rapidinho e rapidinho se passaram 30 minutos e eu só penso em chegar o mais rápido possível pra pegá-la acordada e ver aquele sorriso lindo de quando nos vê chegar pra buscá-la. Infelizmente, quando cheguei, ela já estava capotada assim! Ainda bem que isso não é rotina!

Uma das roupas preferidas dela. Deve ter feito uma carinha meiga pra babá lhe vestir assim!

domingo, 11 de agosto de 2013

Dia dos pais e um breve retrospecto

   A gravidez é um momento mágico para algumas mulheres. Comigo não foi bem assim, já que não foi nada planejada, eu muito jovem, morando na casa dos pais, enfim... vamos pular essa parte.

Primeira noite em casa
   O bebê nasce e nem tudo são flores. Voltando ao parto, quem é que sente a maior dor do mundo pra dar a luz um filho? Certamente não é o pai. Alguns do deles (os pais) podem até ser bem presentes e prestativos nos primeiros meses de vida do bebê, mas quem abre mão de muita coisa é a mãe. Quer um exemplo? Nos primeiros momentos de vida, o bebê precisa se alimentar, de preferência de leite materno e onde é que ele está? Sim, ele está nos seios da mamãe, mas quem disse que ele já está prontinho? Demora no mínimo uns dois dias pra "descer", isso sendo bem otimista. Até lá, prepare-se para muito choro, noites em claro e, é claro, mamilos rachados, e isso dura mais algumas semanas.
   O sono? Você até tem, mas nunca mais será o mesmo. O banho? Pode esquecer aqueles de mais de 10 minutos. Hora do almoço? Acostume-se a comer comida fria, ou ter um bebê pendurado ao seu seio enquanto vc tenta comer com a outra mão ou comer quando não tem mais ninguém à mesa e alguém se dispõe a ficar com o pequeno.
   Ah, pode preparar o saco pra começar a ouvir aqueles conselhos e pitacos indesejados que, infelizmente, na maioria das vezes, vem da sua família: "o seu leite é fraco", "dá um mingau/chá/suco/água/fórmula/sopinha pra ver se dorme a noite inteira", e por aí vai. Na fase em que estou, o que mais ouço é "tira ela do peito", pois minha princesa está com 1 ano e 9 meses. Bem, eu até quero, muitas vezes não quero amamentá-la, não aguento mais, mas não é algo fácil!

   Que a minha vida se transformou completamente com a chegada da Anita, nem preciso dizer. Eu a amo infinitamente, mas não posso negar que não é nada fácil ser mãe e ser mãe dela! Muito geniosa, cheia de vontades e um amor sem fim pelos pais. Escolhe o que veste e o que calça. Não liga muito pra desenhos e filmes, mas quando gosta de uma música, não tem quem faça querer outra (Opa! Tem uma mini-Bárbara aqui?) Repete tudo o que fazemos e ama quando é incentivada como, por exemplo, batemos palmas quando ela leva sua louça pra pia ou sua fralda suja pro lixo. Se não o fazemos, ela mesma faz e nos cobra.

Com sete meses
   Bem, e o pai nessa história? Hoje é dia dos pais, porque estamos falando de mãe?

   Pois bem. O pai da Anita é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O. Tem uma criatividade sem fim pra músicas, brincadeiras e dancinhas pra ela, que nos diverte muito. Desde sempre inventou apelidos carinhosos e, por incrível que pareça, ela se acostuma a todos. O mais recente é "São Lê", mas a história é longa. Chamo muito ela de "Pretinha/Neguinha", mas São Lê é o oficial. Hoje em dia apostamos quem é que vai limpá-la quando ela faz o nº 2, mas nos primeiros meses de vida dela, acho que ele foi o campeão nas trocas de fraldas de nº 2, mesmo quando ainda não morávamos juntos. Quando ela foi crescendo, começou a tomar banho no chuveiro. Mais uma vez ele saiu ganhando, pois até hoje, quem mais toma banho com ela ou dá banho nela é o pai!
Com 1 ano e 8 meses
   Ela o ama e ponto! Fala mais papai do que mamãe. Seu vocabulário não é muito extenso, mas quando tenta estabelecer um diálogo, a cada dez palavras, uma é mamãe, umas sete são papai, uma é auau e o resto é enrolação. Quando deixo de fazer qualquer coisa que me peça ou lhe dou uma bronca, vai correndo atrás do pai, fazendo beicinho. Ele, é claro, dá carinho, pega no colo, mas antes pergunta o que aconteceu: ela dá aquele migué: "papai, a mamãe, o o papai, o auau", eu digo o que realmente aconteceu e ele a repreende, lhe dando carinho ao mesmo tempo.
   Espero que essa amizade de pai e filha dure a vida inteira e que eu possa conter os ciúmes que rolam de vez em quando também. Quando soube que era uma menina, fiquei até um pouco desapontada, pensando: "Poxa, ela vai amar mais o pai do que eu, vai querer mais o colo dele, vai gostar mais dele, vai ser mais amiga dele...". Bem, espero que eu consiga ter pelo menos metade dessa amizade com ela também, que ela me admire tanto quanto ao pai e que se sinta tão à vontade comigo quanto se sente com ele. 

PAPAI, você merece esse dia todo especial!

FELIZ DIA DOS PAIS, PAIZÃO!!!

sábado, 10 de agosto de 2013

Agradecimento

   Hoje venho aqui pra compartilhar o quanto me sinto agradecida por mais uma vez Deus ter mostrado o quanto cuida de mim e de minha família!
   Veja o poder de Deus: sexta-feira, 09.08.13. Nomalmente eu iria trabalhar meio período, mas naquela sexta, teria que trabalhar o dia inteiro, pois os servidores (homens) que têm filhos ganharam um dia de folga em homenagem ao dia dos pais. Tudo bem, achei muito injusto, pois para o dia das mães nem mesmo um lanchinho teve, mas a vida é assim... 
   Meu esposo, percebendo minha insatisfação, decidiu, meio contra sua vontade, ir trabalhar, para que pudesse ocorrer o revezamento, como habitual, e facilitar minha vida, já que uma pilha de roupa pra lavar me aguardava na sexta à tarde, como de costume. Eis que, minutos depois de eu ter chegado em casa, tocando minha música favorita na tv, meu esposo me liga dizendo que estava acontecendo um assalto ao Banco do Brasil, que fica há uma quadra do nosso local de trabalho. Imediatamente levanto do sofá para colocar nossa filhinha adormecida na cama e, me tremendo mais do que nunca, tranco as portas, afinal, assim que desliguei o telefone, ouvi uma rajada de tiros, pois a rua que passa ao lado do banco é a mesma que leva ao trabalho, cerca de 5 quadras de distância da nossa casa.
   Lembra-se que eu teria que trabalhar o dia todo se meu esposo realmente tivesse ficado de folga?! Pois eu estaria passando ao lado do banco no exato momento em que começaram os disparos. Foi DEUS que me salvou de uma possível bala perdida ou no mínimo um pânico, pois susto foi o que passamos, sempre lembrando que o mesmo banco foi assaltado outras duas vezes no ano passado. Numa delas já estávamos morando aqui e dava de ouvir os tiros de onde estávamos, no trabalho. 
   É claro que pânico maior sofreu quem estava lá na hora, os funcionários que mal se recuperaram do assalto anterior, oito meses atrás... Mas sou grata a Deus por ter nos protegido, protegido minha família e feito com que tudo acontecesse de forma que nenhum mal nos atingisse. DEUS É MARAVILHOSO! Muito obrigada Senhor!

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Popó

Ela, sem dúvida, é o maior sucesso aqui em casa! Tem mochila, tem sandália, tem bonecos de vinil e, por último, tem de pelúcia que canta "A Galinha Pintadinha e o Galo Carijó...". E olha a reação dela quando escuta:

video

é ou não é a coisa mais linda?!

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Imitona!

Eu sou o exemplo pra ela.


  • Quando passo perfume, ela levanta o pescoço pra passar;
  • Quando passo hidratante, ela levanta a perninha pra passar;
  • Quando passo desodorante, ela levanta o bracinho;
  • Leva a louça que sujou ou a que sujamos para pia, sem que alguém peça;
  • Tira a fraldinha e já joga no lixo;
  • Calça meus sapatos o tempo todo;
  • Me ajuda a lavar roupa, imitando tudo o que faço: se estou enxaguando, ela imita, se estou colocando pra secar, ela me ajuda, um amor.
  • Escolhe sua própria roupa, mas as combinações... calça jeans com vestido, ou com camisa de pijama... tem um shortinho que ela ama, parece de escola e ainda está folgado, mas quando ela o vê, pede pra vestir e não tira mais.
Não imaginei que ela faria esse tipo de coisa tão cedo. E eu fico babando, é claro. Minha bebê é um amor.

sábado, 15 de junho de 2013

Mãe culpada? Sou eu!

Bebê dormiu. A coloco na cama e vou namorar o pai, afinal, era dia dos namorados né...
minutos depois, talvez até tenha se passado uma hora, ouço um ploft, seguido de um choro crescente. Corro pra pegé-la, tinha caído da cama. Digo ao pai pra ver se machucou alguma coisa e a boca começa a ficar toda ensanguentada. Demos um banho e ela ficou mais calma. Graças a Deus só cortou o lábio, mas ficou tão inchado, que eu chorei de tão culpada. Ainda bem que ela não perdeu o apetite, pois qualquer machucado na boca me tira a vontade de comer.

O resultado da queda


No dia da vacinação, a supermãe aqui esqueceu o cartão de vacina no trabalho, pois estava junto com os atestados médico que tive que encaminhar para abonar as faltas. Sobrou pra babá ir vaciná-la durante a semana. Até imagino o escândalo pra tomar a gotinha, a babá quase não conseguiu segurar a superbebê!

E quando ela prefere ficar com a babá do que com a mãe?! Tem como se sentir pior? Ainda bem que ela nunca mais fez isso... Mas era bem comum, inclusive um dia antes de viajarmos, ela fez o maior escândalo pra não deixar a babá. #ciúmedemãe.

E as novidades?!

Depois de várias semanas numa tosse sem fim e dez meses da última consulta, enfim uma ida à pediatra. 
 - Anita está ótima, crescendo bem, com 82cm e 12kg e uns quebrados (não lembro quantas gramas).... Vou continuar com a complementação de vitaminas e ferro... (que vergonha, a Anita não toma e nunca tomou esses remédios) e é isso.
Aí eu penso: nenhum remédio pra tosse?

Dois dias depois vamos á outro pediatra, que disse que ela tava com o peitinho um pouco cheio e a tosse poderia ser de alguma alergia. Passou três remédios, um xarope, um anti-alérgico e outro nem sei de quê. Só sei que era pra ela tomar esses remédios por 25 dias (xarope+anti-alérgico por 5 dias e o outro por 20 dias), mas quem disse que a Anita tomou?! Acho que demos por uns três dias, mas os escândalos na hora do remédio eram tão intensos, ela vomitava tudo, além do pouco que vinha comendo. Parei. Além disso, assim que tomava o anti-alérgico, ela ficava meio tonta, quase que desmaiando. Enfim, agora ela já está bem, mas, como sua babá voltou a ficar gripada, Anita voltou a escorrer o nariz. Nada demais.

Agora vamos aos avanços:

  • Fala mamãe e papai claramente e sabe quem é a mãe e quem é o pai. Antes chamava os dois de mãe.
  • Quando termina de comer, leva o que sujou pra pia.
  •  Abraça e beija que é uma gostosura!
  • Ama aquela pipoca doce de saquinho. Aliás, ama pipoca.
  • Me defende de todas as maneira. Quando grito "São Lê!" (o apelido dela), ela vem correndo "me salvar".
  • Quando finjo chorar, ela vem me consolar. Um dia chorei de verdade e ela foi um amor, fazendo gracinhas pra eu rir, me dando um paninho pra secar as lágrimas... Uma fofa.
  • Come muito bem, é só o que ouço da babá. Quando em casa, ela fica louca quando me vê colocando a comidinha no prato, querendo comer logo.
  • Não liga tanto pro DVD da Galinha, mas gosta dos produtos. Na última ida a Porto Velho, estavamos numa loja quando ela avistou uma sandália da "Popó" e queria porque queria, mas não tinha seu número. Ainda bem que encontrei em outra loja, pois só assim ela voltou a calçar sapato. Até então ela não queria mais ficar calçada. Segundo a babá, quando vê aqueles catálogos, tipo Hermes, nunca passa da página da "Popó" e fica brava se pegam dela.
  • Preciso dizer que ela aprendeu a falar "Popó"?!
  • Depois do banho, vai direto na gaveta de calcinhas, escolhe uma e tenta vestir. Outro dia fomos buscar o pai no trabalho e depois ao mercado e ela foi sem fralda. Chegou sequinha em casa e assim ficou por mais uma meio hora, até tomarmos um banho. Posso dizer Desfralde à vista?!
  • Ela já não faz mais tanto xixi na fralda e quando está sem, rara, mas raramente faz.
Talvez tenha esquecido alguma coisa, mas... é isso, Ah, está com 1 ano e 7 meses agora!
Passeando no Shopping

domingo, 12 de maio de 2013

Nosso 12 de maio

   Gente, podem até não acreditar, mas os bebês, especialmente o meu (que já não é mais tão bebê), sabem quando um dia é especial para sua mãe e o tornam ainda mais especial.
   Anita hoje acordou fazendo birra, chorando porque lhe tirei o peito e virei pro outro lado. O pai logo fugiu e ela foi atrás dele haha. Pouco depois ela volta, senta ao meu lado, como quem não quer nada, se joga em cima de mim como quem quer um abraço. Daí eu não resisto: abraço e encho de beijos. Ela se acha a mais amada do mundo, e é mesmo!!
   Aqui não teve "presente", mas teve café na cama e muito amor. Teve uma neném bem sapeca, brincando com a cachorra, revirando o lixo e aprontando todas, até que dormiu ufa! Mas o dia das mãe não seria o mesmo se não fosse a família unida. Abri mão do meu presente (por enquanto) para dar de presente à uma das minhas mães uma máquina de lavar dessas que faz tudo (em parceria com a minha irmã, claro!) e à outra a notícia de que finalmente passaremos seu aniversário, em outubro, juntas. Que venham as férias!! Infelizmente, estou longe das duas hoje, mas no próximo fim de semana estarei pertinho de uma e, nas férias, com a outra. Deus me abençoou grandemente me dando duas mães maravilhosas, a quem admiro e devo muito. Só depois que saí de casa pude perceber o quanto minhas mães são importantes, o quanto são guerreiras e o quanto poderia ter aproveitado melhor muitas coisas se tivesse dado ouvidos aos seus conselhos. Enfim, eu pude perceber o qual valorosas são e que não as quero perder por nada.
FELIZ DIA DAS MÃES à todas que nos acompanham, especialmente às minhas mamães, Ana Lúcia e Maria Nery, que amo demais! E à uma mãe que posso considerar que ganhei: minha sogra, Cris, que nunca mediu esforços pra nos ajudar e nunca nos negou seu amor de mãezona. Parabéns!!

Minha birrentinha que eu amo

 Vovós, titias, primas e amigas que já são mãe... Vocês merecem um dia só de vocês, afinal, só vcs sabem o que passaram pra chegar até aqui, e são merecedoras de todo o carinho de seus filhos, netos sobrinhos, maridos, pais... Feliz Dia Das Mães mais uma vez!!!


Mil Beijos :*


domingo, 5 de maio de 2013

A nova cama da Anita

Dia desses Anita estava dando trabalho pra dormir. Não queria peito, não queria colo, um milhão de "não não!", se debatendo na nossa cama até que tive uma ideia: colocar nosso antigo colchão no chão, pois sei que ela adora. Dito e feito, ela se jogou no colchão, riu e tudo mais, mas continuava brigando contra o sono. Até que se rendeu ao colo do pai. Dormiu SOZINHA a noite INTEIRA!
E eu? Fiquei sentindo falta dela na cama. Noite seguinte dormimos todos com ela, no colchão e assim estamos, duas noites seguidas de cama vazia e família no colchão pra não sair de perto do aconchego da neném. Além do mais, ela continua com uma tosse terrível durante a noite, mas na noite em que dormiu sozinha, não tossiu. Já nas noites seguintes, tossiu até vomitar. É uma situação chata, mas pelo menos ela expele o catarro, já que nosso nebulizador pifou. Ainda bem que a ida a Porto Velho se aproxima, pra levarmos a princesa ao pediatra. 
Detalhe: a "cama nova" foi um sucesso até pra soneca da tarde. Ela que não costuma mais dormir durante o dia, na sexta, durante meu horário de folga, ela dormiu bastante enquanto eu lavava a roupa e quando acordou veio me ajudar e depois fomos buscar o papai no trabalho.
Difícil é resistir ficar longe dessa gostosura. Nunca imaginei que seria ruim dormir longe dela. Vamos ver se resistimos a esta noite.



Até breve!

Registros

1 ano e 5 meses

Fazendo graça antes de dormir

Não quer saber de flashs, quer logo passear





Cadê a bebê?

Achou!

Linda demais



domingão
 1 ano e 6 meses
"Essa marra que tu tem, qual é?"

Meus amores!





Indo visitar o pai no trabalho

Oi!

Bom dia!

:)



"Vamos logo passear!"