Quantas visitas!!

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

A pequena chocólatra

Tem uma caixa de chocolate em cima da mesa...
Anita vai para a cozinha como quem não quer nada...
Silêncio...
Quando vejo, a pequena chocólatra está sentada, escolhendo o seu no meio de muitos...
Saio correndo: Lê!
Ela se assusta e se joga em cima de todos eles...
Na fuga, escolhe o preferido do pai e ele grita: Ela pegou o Milk Bar, não!
Ela, em meio a adrenalina, bate a cabeça na mesa e cai.
Pego todos os chocolates e guardo de novo.

Detalhe: em meio a muitos gritinhos que queriam dizer NÃO, É MEU!

Queria ter filmado essa cena...

domingo, 2 de dezembro de 2012

1 ano e 1 mês

   Mais um mês já se passou e a Anita cresceu tanto! Muitos pijamas foram para doação, até mesmo o andador, que estava mofando e finalmente doamos as mamadeiras que ela nunca usou. Doamos tudo para o abrigo do Conselho Tutelar Municipal. 
   Mais dentes chegaram, mas ainda estão "em fase de crescimento", mas ela já está menos enjoada, se é que isso é possível! O chinelinho Havaiana também está perdido, os pezinhos já estão passando, mas como ainda não encontrei outro, vai usando esse mesmo. Até porque ela pouco usa, só quando vai para o quintal mesmo.
   Está cada dia mais esperta. Outro dia, depois de "aprontar na fralda", ficou choramingando para o pai, mas ele não deu muita bola, achando que era manha. Ela pegou sua bolsinha (que tinha acabado de vir da babá e tinha umas fraldas) e foi direto para o banheiro, acredita?! Mais tarde, pouco antes da hora de ir me buscar lá no trabalho (na sexta trabalhamos em horário corrido e nesse dia ficamos em horários opostos), ela veio no quarto, escolheu o vestidinho que queria ir e levou para o pai. Fiquei boquiaberta quando ele me falou.
   AMA jogar boliche! Compramos um para ela e ela nem espera a gente montar, já vai logo derrubando tudo! É uma gracinha, ela sai correndo e chuta todos os pinos, faz um Strike! Pouco a pouco ela está se arriscando na motoca. Ainda não é um sucesso, mas ela já se interessa. Vai sozinha buscar, tenta subir, descer ela já sabe! Também é apaixonada por futebol. Vibra a cada gol que faz com o pai. Meus dois craques!
Princesa boa de bola!


Desfilando no quintal

Também é doninha de casa :P

Pose pra foto

Imitando o papai

Depois de jogar boliche, andando de motoca.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Sobre as birras

Será possível ser birrenta desse jeito e tão cedo? Já está ficando chato. Tudo o que contrarie sua vontade é birra na certa: chorinho irritante, se joga no chão e às vezes até grita! O que fazer? Pior é quando estamos comendo algo que ela não deve comer, tipo chocolate, que ela é louca, sorvete ou refrigerante, até mesmo na hora de dar água, suco ou comida mesmo pra ela, ela quer comer sozinha, mas ainda não sabe e derrama tudo, faz a maior bagunça - sendo que, na hora do almoço não temos muito tempo pra limpar a bagunça depois - é choro na certa. Seguem alguns clicks da birrentinha.

A pequena chocólatra queria mais!

Se jogando no chão depois de um não.

A mais nova é essa pose esquisita, chora se jogando pra trás.
Posso com essa menina?!

sábado, 17 de novembro de 2012

Pós-Surto

Depois da pirada que eu dei, até que deu uma melhorada. Pedi desculpas pro marido - que tava me chamando de grossa e insuportável por qualquer coisa que eu dissesse, fiquei mais calma, raiva de novo, calma, raiva, calma, raiva... Ele disse que eu tava quadripolar.

Minha bonequinha bate um bolão!
A Anita tadinha, tá sofrendo com os dentes, É um atrás do outro. O primeiro mal nasceu e começaram a nascer os de cima e outros do lado. Ela quase não dorme mais, teve febre esses dias, quase gripou ou está gripando... Quase não está comendo, mas só quando está em casa. Na casa da babá ela come de tudo e toda hora. Está uma gracinha, andando, correndo. Tão grandona minha boneca... Hoje perdi a paciência com ela várias vezes. Ela só queria ficar comigo e eu fugindo dela, tadinha. Mas é que ela só vinha chorar no meu pé, subia em cima de mim quando eu tava deitada, querendo mamar... Não tava aguentando aquilo. Às vezes eu penso em desmamar ela, daí penso "Ah, deixa a bichinha, tá tão saudável, ela gosta tanto...", mas é  que tá ficando complicado. Ela quer mamar muitas vezes de madrugada e eu tô ficando bem parecida com a Olívia Palito. Minhas calças 38 estão parecendo um balão. Quando fomos a Porto Velho, comprei uma 36 e ela já está folgada. Blusas, nem me fale, todas folgadas. Sutiãs, bermudas, tudo, tudo folgado. Nesse fim de ano o shopping que me aguarde. Banho de loja, aí vou eu!

Por falar em banho de loja, isso é uma coisa que tá mexendo comigo, não é de hoje. Tô precisando de um tempo pra mim, sabe, roupas novas, fazer as unhas, cabelo, depilação... Coisas de mulherzinha mesmo. Lá em Porto Velho já era difícil eu fazer isso, imagina aqui nesse fim de mundo! Mas vou me organizar. Nesse fim de ano, assim que chegar o pagamento de dezembro, vou aproveitar! A reforma da casa e algumas parcelas de cartão de crédito já vão ter acabado, vai ficar só a construção do muro, que vai ser outra pancada, mas que vai dar um certo alívio também. Daí vai ser a vez de eu gastar. Sim, porque o marido comprou tudo o que quis, e eu fiquei só deixando pra depois, me dei mal :/ Quero mudar o visual de novo, comprar bastante coisa nova, vou aproveitar mesmo esse 'novo corpo'. Não sei como pude emagrecer tanto. Minhas roupas todas parecem que tem uns 10 anos de uso, todas esticadas, folgadas, desbotadas... Tô meio pra baixo com relação a isso. Mas o natal tá aí, e esse vai ser o meu presente.

SURTO!

Preparem as pedras!

Quem nunca teve vontade se sumir no mundo, sem filho, sem marido, sem preocupação?
Desde não sei quando a Anita não dorme à noite, só mama e chora por causa do nascimento dos dentes. Eu amamento A NOITE INTEIRA! Tudo bem trabalhar de manhã e a Anita continuar dormindo na casa da babá, muito justo.

Daí chega o tão esperado feriado. Não viajamos pois a casa está em reforma desde semana passada. Os pedreiros enrolando mais que tudo. Um dia faz uma coisinha aqui, noutro dia outra coisinha ali... Tá, agora só falta o piso da cozinha. Mas eles não vieram. A casa está uma bagunça, pra onde se olha é sujeira e pra completar a caixa da descarga está quebrada há uma semana, fica só puxando água o tempo todo. Combinamos com o pedreiro pra ele consertar e ele continua enrolando.

Limpei a casa, joguei água, passei pano. Tudo limpo - e o filhinho do vizinho vem jogar bola com Anita e o pai DENTRO DE CASA. Vou eu lá e varro de novo, passo pano, encero... Então chega minha querida amiga cólica. Cólica dos infernos.

Mais uma noite de choro e mamadas e choro e mamadas e manha e sofrimento. O dia amanhece e a cólica piora, a menstruação realmente chega e a Anita na minha cola choramingando o tempo todo! E eu perco a paciência quando o queridíssimo filho do vizinho chega, se joga no sofá e fica assistindo pica-pau (existe algo mais irritante que o pica-pau? Infelizmente tem o Gummy Bear que ele adora, mas não na minha casa!).

Já tomei remédio, já melhorou, mas a raiva... Ontem, marido e eu brigamos, nem me lembro o porquê, mas TPM é TPM. Eu nunca tinha tido esses pitis de TPM, mas dessa vez tá demais. Eu detesto bagunça e sujeira e a minha casa tá o caos. Ontem eu quis colocar o sofá de volta na sala e o marido foi tirar ele do quarto e rasgou ao passar na porta. Ele ficou com raiva, esbravejou, mas o sofá continuará rasgado. A caixa da descarga continua estragada e eu não posso fazer nada e ainda tem a Anita chorando e perturbando. Tem o marido pedindo pra fazer bolinho de chuva que eu odeio fazer... Fiz a massa pra ele fritar, ele vez uns feiosos e queria que eu fizesse o resto, eu recusei e ele voltou a fazer. Arrumou uma cadela de rua que fica aqui no quintal, quer alimentar ela, tem peninha, deu o bolinho de chuva pra ela, ela gostou e agora quer que eu frite mais pra cadela, pode?

O que eu faço? Tô com vontade de comer doce, mas não tem como ir no mercado, fica longe, está quente, tô sem dinheiro... Queria dormir o dia inteiro... Preciso fugir!

domingo, 11 de novembro de 2012

Meu 2º Meme :)

Recebemos da Luana do Blog Uma mãe para dois e amamos. As regras são as seguintes:

  • Escrever onze coisas aleatórias sobre você;
  • Responder as onze perguntas que recebeu;
  • Criar onze novas perguntas;
  • Escolher onze novos blogs para repassar e avisá-los;
  • Não retornar para quem te mandou;
  • postar as regras.
Vamos lá!

Onze coisas sobre mim:
  1. Sou a mamãe da Anita!
  2. Engravidei aos dezoito, casei aos dezenove e sou feliz!
  3. Gostaria de mudar essa história, fazer o passo-a-passo: namorar, casar e depois ter filhos.
  4. Amo muito a minha filha e sinto uma culpa imensa por não poder dar mais atenção a ela, mas o que me tranquiliza é que ela é muito bem cuidada e está crescendo e se desenvolvendo linda e saudável.
  5. Depois que a Anita nasceu, me deixei um pouco de lado, emagreci muito, minhas roupas estão cada vez mais folgadas e eu confesso que preciso de um banho de loja/dia de princesa!
  6. Trabalho fora e isso me deixa bem, mas é muito difícil cuidar da casa, da família e trabalhar fora ao mesmo tempo, então, feliz ou infelizmente, tive que terceirizar algumas tarefas.
  7. Fotografia é uma coisa que eu amo e minha meta depois da reforma da casa (que está me deixando louca) e a compra do carro, é uma Câmera Fotográfica Profissional.
  8. Nos mudamos para o interior para, além de assumir um emprego público, tirar uma folga da família e da cidade grande, mas, vou te falar que já quero voltar!
  9. Não pretendo ter outro filho tão cedo!
  10. Sou perfeccionista e implicante. Gosto de tudo no lugar e odeio bagunça!
  11. Adoro responder questionários!
As perguntas que tenho que responder:
  1. Como você imagina o mundo daqui 20 anos? Caótico! Gostaria que Jesus voltasse antes disso.
  2. Qual a maior loucura que você já fez na vida? Sair de casa e em menos de seis meses, sair da capital para o interior de Rondônia.
  3. O que levaria com você se fosse para uma ilha deserta? Minha filha, meu marido, uma Bíblia Sagrada, água e mantimentos.
  4. O que não pode faltar no seu dia? O sorriso da minha princesinha.
  5. Você concorda que o tempo muda as pessoas? Sim, mas acredito que certos acontecimentos é que fazem as pessoas mudar. Tudo tem seu tempo.
  6. Qual foi o maior mico que você já pagou? Quase cair no meio de uma apresentação de Ballet.
  7. Você já chorou sem motivo? Infelizmente não tenho controle do meu choro, sou muito chorona, apesar de já ter melhorado bastante.
  8. O que mais te irrita: Internet caindo, horário eleitoral, telemarketing, fila de banco ou trânsito? Trânsito! Irrita qualquer um!
  9. Do que mais se orgulha em sua vida? Minha filha me dá orgulho! Ela é sempre linda e amada. Todos a amam, ela é muito abençoada. Mas, além disso, me orgulho de ter saído de casa, ter conquistado minha independência e ter conquistado um emprego que não é ruim e paga bem!
  10. Quanto tempo passa em frente ao computador? Ah, depende. Eu trabalho em frete ao computador, só aí são por volta de 8 horas diárias. Em casa, fico uma horinha fracionada, quando posto fico um pouco mais.
  11. Que palavra define o que você está sentindo neste exato momento? Descanso.
Minhas onze perguntas:
  1. O que você mais gosta de fazer?
  2. O que te dá raiva?
  3. O que espera para o seu filho?
  4. O que espera para o seu futuro?
  5. Qual é o seu maior desejo hoje?
  6. O que te impede de conquistá-lo?
  7. Crê em Deus?
  8. O que mais marcou 2012 para você?
  9. O que poderia ter sido melhor?
  10. Você se sente realizada?
  11. Uma palavra que defina a sua personalidade?
Os blogs que eu indico:
  1. Confissões de uma jovem mãe;
  2. Presente de Anita;
  3. 1+1 são 3;
  4. Esperando Thaísa;
  5. Fredericando;
  6. Lulu não dorme;
  7. Mãe aos 17 e muito mais feliz;
Como não sigo muitos blogs e os que eu mais visito já foram contemplados, vou parando por aqui, quebrando a regra! Beijos!!

domingo, 4 de novembro de 2012

1 Ano - A Festa!

À noite...

Pela manhã!

Eu tinha planejado só um bolinho mesmo na quarta, mas o pai quis por que quis fazer um churrasco no fim de semana. Nosso vizinho topou ser o churrasqueiro e emprestar sua "área de lazer", já que a nossa não é nada adaptada para festas. A irmã da vizinha tinha um painel e lembrancinhas da Minnie, e a vizinha, de viagem ao município vizinho, trouxe um papel de arroz da Minnie. Minha sogra veio pra cá especialmente pra festa, que a principio era só um churrasco. Mas acabou virando isso, graças a ela e aos nossos vizinhos muito boa gente: 




A Anita ficou grudada no pescoço do pai quase a festa toda. Durante o dia também, ficou enjoada, minutos antes da festa começar, ficou muito nervosa, chorava e abraçava forte o pai, como quem não queria sair de casa. Mas foi uma boa menina durante a noite e agora está mamando e dormindo. Ganhou mais presentes e realmente perdeu o medo das bonecas, pois ganhou mais uma e não focou com medo! E tava a coisa mais fofa de calça jeans pela primeira vez. Uma gostosinha. A blusinha, o pai diz que é a minha cara (tenho uma das fotos de grávida que tem estampa de sapatos também) Ele disse que eu vesti a Anita de Bárbara!

Princesinha, você não pode duvidar: todos te amam! Olha só o que fizeram só por vc! Se não fossem essas pessoas tão legais, não teria sido uma festa tão bonita. Todo mundo te ama muito filha. Você é, sempre foi e sempre será uma criança muito abençoada e amada. Te amamos de mais minha princesa. Só de pensar que um ano atrás vc era só uma nenenzinha que só chorava, mamava e fazia muitas fraldas de cocô... Agora vc já é uma mocinha, corre, brinca, faz birra... Mas é e sempre será a nossa princesinha. TE AMO!

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

1 Aninho!!!!

   Minha princesa completou seu primeiro aninho! Estamos radiantes! Uma criança muito amada, saudável e feliz! Teve bolo, guaraná, cachorro-quente, tudo simples, só pra nós. No fim de semana vai ter churrasquinho, mas sem festança também, só uma comemoração pra celebrar nossa alegria por ter essa benção em nossas vidas por um ano.
   Ela está tão grande, tão esperta. Faz manhã por causa do dentinho, dá a benção pra vó - mãe da babá, brinca, teima, faz birra... e é MUITO FELIZ!
   Me ajudou com os preparativos da festinha, brincou com seus brinquedos novos, perdeu o medo das bonecas - ela ganhou uma da babá e adorou; Está cada dia mais linda!
Infelizmente meu privilégio de trabalhar meio período encerrou hoje ao completar um ano de mãe. Agora volta tudo ao normal, horário comercial, que tristeza... :P

   Filha linda do meu coração, vc não tem ideia do quanto seu pai, eu e toda a sua família, além da sua babá e da família dela te amamos. Estamos felicíssimos com a sua conquista: 1 Ano! Um ano de muito amor, carinho. Um ano que nascemos, vc, eu e seu pai. Um ano de muitas mudanças, muitas lembranças... PARABÉNS, minha filha. Que vc seja sempre tão abençoada quanto vc é, que vc cresça sempre muito saudável, esperta e FELIZ! TE AMAMOS MUITO!







Devlyn, Anita e Eliane (babá e BFF da Anita)

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Mais dentes!

O primeiro ainda tá saindo e o segundo já tá fazendo minha pequena sofrer. Está manhosa, teve febre, está demorando pra dormir (não sei se tem a ver com o horário de verão também). Essa noite acordou se contorcendo de dor no berço, tadinha. Trouxe pra cama e dei mamar até de manhã. O sorriso já não é mais o mesmo, está mais gostoso, mas essa beleza custa caro pra minha neném :/

Está bem sapeca! Cresceu bastante e alcança tudo, está dando mais trabalho. Não podemos mais descuidar um segundo. Ontem mesmo ela aprontou uma que nos custou um dia de trabalho tenso, muita preocupação, mas... Fazer o quê, ela é só uma criança. Hoje, de repente, ela apareceu com um parafuso, toda faceira, tomei um susto. Ah, e tá birrenta...

Princesa, mamãe e papai estarão sempre com você, mesmo que você apronte suas sapequices.
Te amamos muito.


P.S.: Ficaremos sem fotos por enquanto, pois os ladrõezinhos levaram o carregador da minha câmera e ela descarregou. Pedi um pela internet, mas ainda vai demorar pra chegar :X

sábado, 20 de outubro de 2012

O Feriado!


O primeiro dia das crianças passamos na estrada. Fomos convocados para ir a Porto Velho, a trabalho e aproveitamos para ver a família e passear. Saímos de casa umas 5h40min da manhã. Saímos de Machadinho às 6h35min, chegando a Porto Velho por volta das 17h. Viagem muuuito cansativa. Anita se comportou muito bem. Na ida, só chorava quando tava com sono e na volta dormiu por aproximadamente 3hs, até pararmos na primeira rodoviária e pegarmos um táxi, onde ela dormiu mais 1h.
Ao chegar, fomos "almoçar" e descansar. Ligamos para os parentes para avisar da nossa vinda e depois pegamos no sono. No sábado fomos à Igreja. Muito maravilhoso participar do culto na "nossa igrejinha". À tarde fomos visitar a bisa da Anita, e ficou a tarde toda chovendo. Fomos ao shopping, onde, depois de um tempo ficamos muito estressados e loucos pra sair dali - isso é morar no interior: perder o costume de ir ao shopping e perder a cabeça depois de 1h lá dentro! No domingo fomos à feira e lá Anita ganhou seu primeiro presente de dia das crianças: um telefone daqueles que toca musiquinha. Ela A-M-O-U! Foi a criança mais feliz do mundo. Na casa dos meus pais ela ganhou uma motoca, vários bichinhos de borracha, uma tartaruga de montar e muitos pijamas. Adorou tudo.




Segunda e Terça foi o dia todo no curso. Muito bom, tiramos muitas dúvidas, conhecemos gente nova e ficamos fascinados em trabalhar naquele prédio enorme que é o MPRO!

Quarta, dia de voltar pra casa! Meus pais, em especial minha mãe, ficaram chateados por ter passado tão pouco tempo com eles. Mas logo logo voltaremos!

Durante a viagem de ida, fiquei um pouco mal e no sábado piorei, garganta inflamada. Tomei um remédio e melhorei muito. Mas na segunda foi voltando, junto com uma cólica... Resultado: Fiquei sem voz na quarta, completamente rouca. Agora que estou melhorando.

Enfim, aproveitamos pouco o dia das crianças, pois passamos o dia na estrada. O fim de semana foi muito bom, e o curso, maravilhoso. Valeu a pena.

Ao chegarmos em casa, graças a Deus estava tudo em seu lugar. Deus protegeu nossa casa. Porém, no dia seguinte, pela manhã, entraram aqui e levaram algumas coisas. Coisa pouca, mas eram nossas coisas, nós compramos com o dinheiro do nosso trabalho. Dá tanta raiva, insegurança... Deus não permitiu que algo pior acontecesse, mas fica aquela sensação de impotência.  Não prestamos Boletim de Ocorrência e fiquei mais indignada ainda por dois motivos: A polícia não vai recuperar meia dúzia de perfumes e desodorantes e um celular. O outro é que minha conta de energia veio quase trezentos, sendo que quase não ficamos em casa, temos pouca coisa e ainda que eu entrasse com uma ação na justiça também não daria em nada, pois é o que vejo as pessoas reclamando. Quando entrassem aqui em casa e vissem o ar-condicionado, ainda que sem ser utilizado, dariam o caso por encerrado, pode? Infelizmente a justiça nesse país só funciona para os bandidos e para os endinheirados.

sábado, 29 de setembro de 2012

Vem dentinho por aí!!

   Passou a tarde toda manhosa, chorava por tudo... A noite foi longa, acordou várias vezes, nem queria mamar, manhoosa mais que tudo. O pai até falou: "Será que são os dentinhos?" e eu pensei: "Mas só à noite??", porque a noite anterior também tinha sido de muitos despertares e manhas. Mas daí lembrei que durante a tarde e em algumas tardes anteriores ela também tava chatinha...
   Hoje, pela manhã, Anita na janela - compramos um sofá e a Anita adorou ficar em pé, 'pendurada' na janela, chamando os vizinhos, dando tchau, jogando beijos... - reparei naquela baba escorrendo. Ela nunca foi de babar! Esperaí! Puxo o lábio inferior de vagar e lá está um rasgadinho. Passei o dedo e já dá pra sentir a serrinha. Vem dentinho por aí!!!

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Como?

Como é que a Anita pode saber todo tipo de atalho que existe no PC sem que eu saiba ao menos metade? Ela sempre abre " ajuda do Google Chrome", menu , pula músicas, adianta, volta, pausa, faz de tudo no teclado e eu, ? Como ela consegue?? Essas crianças de hoje...

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

A brincadeira mais divertida!

Sem dúvidas, o que a Anita mais gosta de fazer é puxar o meu cabelo! E quando eu grito PARA!, brigo, faço cara feia, ela ri mais ainda, solta aquela gargalhada gostosa de quem está se divertindo muito. É A PIOR BRINCADEIRA DO MUNDO! Quem é que merece isso? Por mais que sejam gargalhadas muito gostosas, não há cabeça que aguente o cabelo sendo puxado pela força de um bebê! Quem é mãe sabe do que eu tô falando!

Outras coisas que ela adora  são: tirar a tampa do cesto de lixo, jogar as vasilhas plásticas no chão, bater o copo de medida (que é de plástico) ou o frasco de desodorante aerosol no chão, fazendo muito barulho, tirar tudo das gavetas dela e espalhar pelo chão... Espalhar bolinhas de algodão pelo chão, tirar os alimentos do armário, abrir por completo ou fechar a tampa do notebook quando estamos utilizando - quando não pula em cima -, sentar bem em cima do lixo quando eu estou varrendo...

Brinquedos? Ela tem medo de todo tipo de urso, não brinca de jeito nenhum. Tem uns brinquedos de casinha e panelinhas que ela ganhou de uma prima que ela até brinca, mas prefere controles remotos,  chaves, celulares, cartões, carteiras - quando a gente vê, tá tudo espalhado.

Agora, por exemplo, depois de puxa meu cabelo um milhão de vezes e eu gritar PARA!, sem sucesso, e sair de perto dela, está com uma vassoura, andando pra lá e pra cá. Será que foi porque ela me viu varrendo a casa agora há pouco, tá me imitando? Ontem, quando a babá veio conversar com a gente, quem disse que ela deixou? Ficou louca, mostrando as fotos dela espalhas pela casa num mural na sala e na porta do nosso quarto, ia e voltava da cozinha pra sala, apontando tudo, dizendo em anitês 'Olha a minha casa! Olha as minhas fotos. Aquela sou eu!'. Coisinha mais fofa. Será que é porque no dia anterior, pra acalmar ela de um choro, eu apontava as fotos e dizia 'Essa é a Lê, essa é a Lê, essa é a Lê na barriga mãe, essa é a Lê, o pai e a mãe...'? E quando o pai chegou, ela estava na cama de pijaminha, foi direto pegar o notebook pra ele, - e olha que é pesado - sabendo que ele sempre usa o PC enquanto dou o mamá pra dormir. Tão esperta...

Não quer mais saber de engatinhar e só quer colo quando está manhosa. O bom mesmo é andar, igual um patinho. Não é à toa que fizemos a versão "Lá vem a Lê, Lê aqui, Lê acolá. Lá vem a Lê para ver o que é que há!". Não se impressione, tudo aqui em casa vira música, assim como a cada quinzena temos um apelido diferente, tanto a Lê - que às vezes é até estranho chamar de Anita - quanto o Zão - não vou expor nossos milhares de apelidos.

No mais, estamos mais bobos a cada dia com cada nova descoberta, cada novo gesto da Anita. Há duas semanas ficamos de coração derretido vendo ela dar os primeiros passos e até hoje ele ainda não se refez, se derrete cada vez mais, vendo ela nos imitando, sorrindo, fazendo arte, como pode? Quando é que imaginávamos que seria tão bom assim um dia? É claro que ficamos superpreocupados quando estamos longe dela e qualquer arranhado ou comportamento diferente já é motivo pra neurose, mas... Está sendo cada vez melhor ser os pais dessa princesa!

Te amamos tanto, filha. Por mais que você apronte todas, tome conta da nossa cama, empate toda tentativa de namoro entre nós dois - até quando já estais dormindo! - nós te amamos muito mesmo assim e fazemos e faremos nosso melhor, só por você!! Que você seja sempre essa criança abençoada e amada por Deus.


P.S.: Hoje, enquanto colhia umas acerolas pra Anita levar de lanche, vi sair da goiabeira no quintal três casais de papagaios. Fiquei encantada. Logo em seguida passou um casal de araras vermelhas. Fui saindo, olhei pra trás e na outra goiabeira, do outro lado do quintal, tinha mais dois casais de papagaios. Lembrei do meu pai, de quando me deu um papagaio... Liguei pra ele na mesma hora pra contar daquele privilégio. Ele ficou tão feliz por ter compartilhado isso com ele. Era 7:20 da manhã e eu já estava atrasada, porém, encantada! Por essas e outras que gosto de morar aqui.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Selos

Nosso Blog é muito querido!!

Quem criou este selinho foi Artesanato Flor de Pimenta, mas quem me presenteou foi a Thayana. Temos que escolher dez amigas e avisá-las que foram presenteadas com este selinho. E as minhas escolhidas são:
  1. Camila
  2. Sheyron
  3. Bárbara E.
  4. Tati F.
  5. Andréia
  6. Marta
  7. Larissa
  8. Cris
  9. Inaie
  10. Francielle
Obrigada Thay! Agora as escolhidas devem presentear mais dez amigas!! Mil Beijos!!!

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Loucos por ti, Anita!!

Eu quero contar as novidades!!

Quero contar que passamos um final se semana maravilhoso em casa!
Minha Princesa
Foi um fim de semana em família. No feriado passado vieram os parentes e também foi ótimo, mas esse foi muito melhor.Na sexta teve almoço no trabalho, levei pavê de resto de bolo e todo mundo se deliciou. À tarde deixei a princesa na babá e arrumei a casa para o Sábado. Curtimos o sábado em casa, brincando e se divertindo com a princesa mais linda, esperta e independente do pedaço. A babá veio deixar as roupas que tinha lavado e a Anita aproveitou pra fugir com ela, depois de ficar brincando na janela, foram dar uma volta - veja só quanta amizade! Mais tarde ela voltou e continuamos brincando. Ela dormiu e nós fomos passear - pela web!

Oi!
No domingo, papai pulou cedo da cama. A bebê acordou com o barulho do pai lavando a louça e começou com o tatatatata, pulando em cima da pobre mãe sonolenta. Eis que vem a apelação: vendo que eu continuava a "dormir", ela veio, pulou em cima de mim, me deu um superbeijo na bochecha e me abraçou. Não resisti! Ela está tão encantadora!!

Brincamos bastante. À tarde levamos um tombo feio da rede, mas graças a Deus não aconteceu nada grave com nenhuma de nós. Só bati o cotovelo e a bunda e, com a queda, fechei a boca com força, batendo os dentes, o que me deu uma dorzinha de cabeça. Depois de um tempo fiquei com o corpo todo doído. Aproveitamos para assistir a um filminho enquanto repousava. Teve várias quedas de energia durante esse tempo, mas conseguimos terminar o filme que tentávamos assistir desde o ano passado.
Banho gostoso
Depois do filme, já no finzinho da tarde, arrumei a casa mais uma vez, pois parecia ter passado um tornado por aqui. Enquanto isso, pai e filha foram jogar futebol com o Pedro, nosso vizinho de cinco anos. Anita, no colo do pai, vibrava a cada gol. O pai veio deixar ela em casa, mas quem disse que ela queria ficar?! Chorou quando viu o pai sair de perto sem levá-la. Jogou mais futebol, mostrou pra vizinhança que já sabe andar e veio pra casa tomar banho. Ficou morrendo de medo quando caiu a energia mais uma vez. Não desgrudava do pai.

Espera eu fazer a pose, pai!

Foi muito carinhosa e amada o fim de semana inteiro. O pai chegou a dizer que ele é quem iria chorar pra deixar ela na babá na manhã seguinte. Aprendeu mais umas fofurices: Aponta pro pai quando o vê chegando ou quando apontamos pra ela (tipo: "Eeeei Leeeê!!!") e manda beijo com a mãozinha - às vezes erra e põe a mão na orelha pra mandar beijo. Disse (em tatatês) "vovô" quando falamos no nome do Vovô Martinho. Está cada dia mais linda e esperta. Estamos cada dia mais apaixonados por essa gostosura toda!!

Como  canta o seu pai, princesa: "Aqui tem bando de loucos! Loucos por ti, Anita! Pra'queles que acham que é pouco: eu vivo por ti, Anita!"

Por mais que, muitas vezes, nos falte paciência, Te amamos demais, Princesa!!!!




segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Viva!!!

Dez mil visitas!!!


Mais de dois anos de blog, alguns meses de gestação e dez meses de uma princesinha linda! Muito obrigada!

sábado, 8 de setembro de 2012

Dez meses e muitos passinhos!!

video
   
   Hoje, realmente podemos dizer que ela está andando! Minha princesa está mais esperta que nunca. Também aprendeu a imitar. Esses dias fui cortar as unhas dos pés, sentei no chão e peguei o pé pra cortar as unhas. Ela sentou na minha frente, pegou o pezinho dela e ficou me olhando pra ver se eu ia cortar as dela também. No dia seguinte, dei um pente pra ela e ela fez que penteava o cabelo. Peguei o pente pra pentear o meu cabelo e ela ficou passando a mão no cabelinho dela. Na casa da babá, enquanto a babá aprontava a filhinha dela pra ir pra escola e colocava uma presilha no cabelo, a Anita foi até ela com as mãozinhas no cabelo. Coisinha mais fofa. E tá um chamego só com essa babá, quem diria! Essa semana passei a trabalhar em horário corrido, das 7:30 a 13:30 e agora posso ficar com ela à tarde. A babá ficou tão apegada que veio ver ela no final da tarde, disse que tinha sido chato ficar sem a Anita e ainda levou a Anita pra casa dela um pouquinho! E a Anita toda carinhosa no colo dela, encostando a cabecinha, tipo querendo carinho... #mãeciumenta.
    E o calor?! Quando fico com a Lê* à tarde tenho dado vários banho, deixo ela com fralda de pano pra refrescar, dou bastante água e peitinho também... O sol tá castigando! Nossa casa pega sol o dia inteiro, é muito quente. Anita nem aguenta brincar por muito tempo e já quer banho. Outra coisa é a poeira. Em todo lugar tem, mas nessa cidade capricharam mais, tem muita poeira, limpo a casa e em pouco tempo tá tudo sujo de novo. Minha Lê* vai engatinhar e fica toda suja, parecendo uma mendiga, dá vergonha, maaaas... o jeito é limpar a casa de novo e dar mais um banho na Lelê* e a água chega a ficar da cor do chão quando ela entra na banheira! Mas isso é só o começo, pobre mãe. Agora que o seu bebê não é mais só um bebê que mal se mexia e dava umas risadas, mas um bebê que anda, correngatinha (engatinha correndo/corre engatinhando), se suja o tempo todo. Você que é uma mulher neurótica por limpeza, agora tem que lidar com o seu bebê se arrastando, correndo, andando no chão que já está só o pó e vc mal acabou de limpar! É... ser mãe é isso e muito mais!

*Não, eu  não mudei o nome da Anita pra Letícia! Antes chamávamos ela de Pim (diminutivo do diminutivo de princesinha - até Pinzinha). Daí sabe aquela música do Sambalelê? Fizemos a versão Pimpimlelê. Daí passou pra Pim Lelê, depois Lelê, Lê, Minha Lê e assim vai...

P.S.: O vídeo foi feito no dia anterior, ela já estava andando bem, mas agora ela muuuito melhor!

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Estamos aqui!

Temos muitas novidades!
   Terça passada comecei a trabalhar e, desde a outra terça, a Anita fica com a babá (a vizinha da frente). Na primeira semana, ela chorou todos os dias, dava dó deixar ela lá, mas ela tinha que se acostumar, não tinha outro jeito. Quando foi na segunda (meu último dia sem trabalho) ela chorou a manhã inteira. Tive que fazer umas compras e quando voltei, ela estava chorando e continuou assim por uma hora seguida (pelo menos foi o que pareceu). Já pela tarde ela ficou mais calma e nem deu trabalho, mas eu já estava super preocupada porque já não dava mais tempo de encontrar outra babá. Mas, pra minha surpresa, na terça, meu primeiro dia no trabalho, ela não chorou nenhuma vez, foi um amor de bebê, nem pra tomar banho ela chorou, e nos outros dias ela já não chorava nem quando saía do meu colo (Glória a Deus!). Hoje eu já fico super tranquila em relação a deixá-la com a babá. Sei que ela está cuidando bem da minha princesinha, está sendo bem alimentada, se diverte bastante, porque tem outras crianças por perto (a babá tem uma filha de cinco, um de doze, cuida de mais uma criança de cinco e ainda vem uma vizinha de vez em quando brincar). Ou seja, é quase uma cheche, mas com mais cuidado pra minha neném!
   Mas o que eu quero mesmo contar são as evoluções dessa semana. Além do fim do chororô na hora de deixar ela com a babá, ela aprendeu a mandar beijinhos, dar tchau, bater palminha e, segundo a babá e o pai da Anita, ela deu uns passinhos! Uma pena eu não ter visto.
   Como aqui não tem pediatra (veja que absurdo!), não tenho feito aquela rotina médica com ela, mas sabemos que ela continua saudável, se desenvolvendo muito bem, está com as vacinas em dia e está mais sapeca do que nunca. Ontem, nas suas sapequices, bateu o queixinho e ficou corte com um feio (mas nada grave).
   Conseguimos minimamente arrumar a casa nesse fim de semana. Havíamos nos mudado no sábado passado, mas estava tudo uma bagunça, uma sujeira de dar ódio! A loja onde compramos nossos eletrodomésticos enrolou o que pode pra nos entregar os produtos. Depois de muitas ligações e reclamações, entregaram o fogão na segunda no fim da tarde (e tava quase completando um mês da compra). Na sexta, fiquei em casa pela manhã pra lavar roupa (trabalhamos só um período na sexta). Quando abro a máquina de lava: rachada bem no fundo! Mando trocar, só chegou no sábado. Beleza! Domingo pela manhã, fui eu de novo abrir a máquina de lavar: veio trocada! Tínhamos comprado outro modelo, com maior capacidade pouca coisa. Mais raiva! Hoje, liguei na loja pra trocar a máquina de novo, não tinha no estoque, mandariam buscar de outra cidade uma do mostruário (que poderia estar arranhada e coisa e tal), resolvemos ficar com essa mesmo. Resultado: Estresse e uma montanha de roupas pra lavar no próximo fim de semana!
   No mais, o trabalho é muito bom, um ambiente legal, todo mundo se dá bem. Tem dias que quase não trabalho, outros que nem paro (como hoje), mas está sendo uma maravilha trabalhar, ter uma função, sair de casa e ganhar dinheiro, é claro! Já estava entediada de ficar em casa de molho - leia-se correndo atrás da Anita pra lá e pra cá, dá banho, troca a fralda, dá mamar, brinca, rola, briga, beija, blablablá... Agora é tudo uma correria. Preparo a roupa do trabalho e a mala da Anita à noite, tempero o almoço pela manhã, cozinho quando chego, nem dá tempo de descaçar e já é hora de voltar. Mas agradeço muito a Deus por tudo isso, por essa nova fase da nossa vida! A vida no interior é muito mais tranquila, é o que queríamos. Agora só falta pagar as contas e comprar nosso carrinho :P

Um beijão e até mais!

domingo, 12 de agosto de 2012

Para o Papai...

Por aqui foi o nosso primeiro Dia dos Pais. Não teve café na cama nem almoço especial porque nos mudamos ontem pra cá, tava tudo uma bagunça. Mas teve presente! Que, aliás, deu muito trabalho pra fazer, mas valeu a pena. O papai se amarrou e a filha surpreendeu mostrando a novidade: Mandando beijos!

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Leite é amor #Blogagem Coletiva

Anita, eu e a amamentação!  

Na gravidez é imprevisível saber se vamos ter muito leite, pouco leite ou leite nenhum. No meu caso, ao sétimo mês de gestação já saia uma gotinha aqui outra ali, mas isso, segundo os boletins informativos que eu lia, não significava muita coisa.
   A princesa nasceu e quando me entregaram ela, a primeira coisa que fiz foi colocá-la no peito. Eu não sabia como fazer, ninguém me ajudou, mas ela mamou como se já tivesse mamado milhares de vezes. No quarto da maternidade a enfermeira veio auxiliar, mostrando a posição correta; realmente era bem melhor quando colocava o bracinho dela pra trás. Eu até tentei dar o peito deitada como vi outras duas meninas (sim, meninas! Bem mais novas que eu) fazendo, mas não consegui.
   A Anita nasceu numa segunda, saímos da maternidade na terça e na quarta foi um feriado que parecia domingo. Foi nesse dia que o leite desceu. E desceu muito. E desceu mais. Mas até esse dia chegar, cada vez que amamentava sentia dores terríveis, meu peito sangrava, mas a Anita estava lá, mamando e fazendo barulho (quem já viu ela mamar, deve lembrar). Ficava até com vergonha quando tinha uma visita ou quando tava na rua: "eita, que leite gostoso!"
  Ao longo do primeiro mês, fomos ao Banco de Leite local, como a maternidade nos tinha encaminhado. Lá recebemos orientações sobre a pega, incentivo ao aleitamento materno exclusivo até os seis meses e, como eu tinha muito leite, disseram pra eu voltar outro dia com meus exames pré-natais pra me cadastrar como doadora. Eu até queria, mas ir até lá de novo com a Anita tão novinha eu não queria. Era um pouquinho longe e a condução era a parte chata. Me arrependo até hoje de não ter doado, pois eu tinha muito, MUITO leite. Usei fraldas de pano dentro do sutiã até ela completar cinco meses.
   O aleitamento foi quase exclusivo. Aos três meses dei suquinho (com recomendação médica), aos quatro dei frutinha, aos cinco papinha, mas aos seis meses, a Anita não queria mais saber de outra coisa a não ser o peito. E eu dei. E ainda dou. Agora ela já come quase tudo, está com nove meses, mas ainda AMA o peito. Agora que vou começar a trabalhar, diminuímos as mamadas, mas quando chega a noite ainda é livre demanda.
   Não foi nada fácil amamentar. É muita paciência, muita disposição, mas acima de tudo é amor e carinho. O vínculo mãe-bebê é muito forte.
   Minha família não apoiou. Minha mãe de todas as maneiras tentava introduzir "coisas novas" pra minha filha, entre elas carne, frango e sucos (preparados normalmente para adultos, concentrado, com bastante açúcar), tudo isso aos três, quatro meses. Eu não aguentei essa intromissão e caí fora. Eu sei que ela queria ajudar, achando que o jeito que ela criou os filhos dela era o certo e que eu tava com frescura, mas ela me desrespeitou, fazia tudo isso pelas minhas costas e eu não pude admitir isso. Meu marido esteve o tempo todo ao meu lado e quando eu menos queria amamentar ele dizia: "se eu pudesse, trocava de lugar com vc".
   
Além de todo o incentivo que existe por parte dos profissionais da saúde, nós mamães blogueiras também incentivamos o aleitamento materno e, quando possível, a doação de leite. Leite é amor. AMAmentar é um ato de extremo amor e carinho. Fica aqui a nossa dica! Um beijão e até a próxima!


"Esse post faz parte da Blogagem Coletiva como objetivo de incentivar a doação de leite materno aos Bancos de Leite." Mais em: www.mildicasdemae.com.br

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Dez minutos eternos!

Quando faltam dez minutinhos pra buscar a princesa no primeiro dia com a babá, o tempo se arrasta!


... E ainda faltam cinco!

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Blogagem Coletiva: O Pai que ele é

Um dia eu disse a ele que estava "atrasada" e ele ficou aflito.
Um dia fomos ao laboratório e, com um positivo nas mãos, estávamos perdidos.
Um dia rolou uma lágrima dos olhos dele quando, pela primeira vez, viu e sentiu "o bebê" se mexer dentro de mim.
Um dia ele ficou emocionado quando descobriu que seria pai de uma menininha. E nesse mesmo dia choramos juntos por estarmos vivendo tudo aquilo, sendo tão jovens, sem grana, sem emprego, sem casamento... Apenas dois jovens namorados e uma bebezinha chegando.
Um dia ele esteve do meu lado desde a madrugada, me fez massagem tentando aliviar as dores do parto, me incentivou, me encorajou e finalmente viu, antes que todo mundo visse, a sua menininha chamada Anita, dar um Alô ao mundo.

Por muitos dias e noites ele me ajudou a dar banho, trocar fraldas, amamentar (me apoiando sempre), aninhou a pequena Anita em seu ombro para arrotar e em seus braços para dormir. Embalou, cantou, ninou e cuidou dela com todo o amor e carinho desse mundo. Tanto amor que eu cheguei a duvidar se era maior que o meu.

Hoje ele continua presente em nossas vidas, continua me ajudando a dar banho, trocar, alimentar, brincar e, em especial, faz a Anita dormir como ninguém. O colo do papai é mágico na hora de dormir.

Esse homem se chama José Vitor. Ele é o pai da Anita. É meu marido, namorado, companheiro e amigo. É o pai que a Anita sempre sonhou. É o namorado/marido que eu sempre quis ter. Foi ele quem fez planos para morarmos juntos, foi ele quem apostou nos concursos públicos ao invés de lojas de departamento, estudou, virou noites estudando, imaginando que eu estaria virando noites amamentando, ninando e colocando Anita pra dormir. Foi ele quem poupou o dinheiro que mal tinha pra almoçar na faculdade, economizou no que pode para comprar fraldas e o que precisássemos e, pra mais tarde, nos ter por perto. Foi ele que deu a cara pra bater e mostrou que, mesmo antes dos vinte, é um pai de família responsável, de bom caráter e coração. É um homem de Deus e mostrou também a mim o caminho para a vida eterna. Hoje é funcionário público graças primeiramente a Deus, que lhe deu capacidade e motivação pra estudar, e graças a sua disciplina e força de vontade pra vencer.
Hoje, mais do que nunca, ele merece respeito, não só o meu, mas de todos que o conhecem, principalmente aqueles que duvidaram da sua capacidade, aqueles que jogaram na cara, que o maldiziam e falaram que ele tinha acabado com nossas vidas, que seria um nada. Hoje ele é um bom homem, um maravilhoso pai e um ótimo esposo.

Quero que nesse dia dos pais ele se sinta mais feliz, que se sinta realizado com tudo que estamos vivendo. Que nós sejamos uma família unida e feliz hoje e sempre!

Eu te amo muito. Obrigada por ser quem você é e estar sempre comigo. Você merece tudo o que há de melhor
Feliz 1º dia dos Pais!

sábado, 4 de agosto de 2012

Pequenos Aniversariantes

   Hoje é um dia super especial, cheio de festas, bolo e tudo mais. É o primeiro aniversário da Thaysa, do Rafa (que tá sumido do blog há um tempão), da minha chará Bárbara (irmã do meu grande amigo, Arthur) e o terceiro aniversário do Rafa!
   Dois desses babies, a Thaysa e o Rafa¹, eu acompanho desd'a barriga. Foi uma delícia acompanhar as mamães naquela felicidade e aflição quando se aproximava a data tão esperada e continuar acompanhando o crescimento e desenvolvimento dessas crianças. Já a Bárbara, não tem blog, mas também é uma bebê especial. Quando sua mãe ficou grávida, meu amigo me deu a notícia no dia do meu aniversário e disse ainda que o nome dela seria lindo como o meu! Infelizmente a Bárbara perdeu sua mamãe há pouco tempo, mas continua crescendo saudável e feliz, alegrando a família. Imagino o quanto a mãe dela estaria feliz hoje! Por último, o Rafa², que eu comecei a acompanhar quando ele já tinha dois anos. Ele é uma figura e está bem próximo de conhecer seu irmãozinho, que nasce no final deste mês.
   Eu a Anita desejamos a esses bebês, já não tão bebês, um Feliz Aniversário, que Deus continue a abençoá-los mais e mais, que eles continuem crescendo e se desenvolvendo tão bem, que levem alegria por onde passarem. Que todos sejam uma benção especial em cada família e também para a sociedade. Que possam ser crianças felizes, bem decididas, que não sejam birrentas nem decepcionem nunca seus pais e familiares. É o que a nossa família deseja pra vcs (bebês e pais dos bebê). Feliz Aniversário!!!

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Aventuras de Anita... e Pedro!

Eu aqui blogando e a Anita mexendo no armário tirando todos o DVDs do lugar pela enésima vez.
De repente um silêncio... Cadê a Anita?
Na cozinha, mexendo na caixa de comida, comendo farelo de salgadinho!

Aquela hora em que o time da soneca está acabando...
Pedro, de cinco ano, é nosso vizinho e estamos hospedados na casa dele. Tá na fase do "por que?" Ele abre a porta do quarto de repente:
"Quê que a Nita tá fazeno?" - Anita e vira acordando...
"Ela estava dormindo, Pedro" - minha cara de "ta vendo o que vc fez?!"
"Ah, tá!" - e sai.
Mereço??

Anita e divertindo no andador, vai pra cozinha (a parte preferida da casa) e fica. Pedro passa em direção à cozinha e fica. Fico de butuca.
"Vai Nita! Anda!" - vou ver o que tá acontecendo e... Flagro o Pedro na lateral do andador, de carona. "Vai Nita!" e a pobre Anitinha tentando andar.
"PEDRO! Que cê tá fazendo?"
"Aaaaahm.... Eeeé..." - e sai correndo.
Mereço??

Passeando no quintal, Anita e eu, lá vem o Pedro com sua bike e fica nos acompanhando. Tenho a infeliz ideia de sair correndo com o carrinho e ele na cola.
"Vamo apostar corrida?!"
"Tá, Pedro!"
...
Umas dez corridas depois, duas quedas do Pedro:
"Chega. Parei, Pedro."
"De novo, mais essa!"
"Tá, Pedro!"
...
"Agora já, né Pedro?"
"É. Depois a gente continua!"
Mereço??


Bem que esse inquilino poderia desocupar "nossa" casa logo!
Pentelhices à parte, a família tem sido demais com a gente, nem sei como agradecer.